Melhores Restaurantes de Singapura 2019 | Fine Dining

THE CORNER HOUSE | FOTO:  THE RANTING PANDA

THE CORNER HOUSE | FOTO: THE RANTING PANDA

Pronto para descobrir alguns dos melhores restaurantes de Singapura?

Quando o imperialista britânico Thomas Stamford Raffles converteu um pequeno vilarejo de pescadores em um porto livre de taxas, talvez ele não imaginasse que a minúscula comunidade se transformaria em um aclamado destino gastronômico.

Mas a inovação promovida pelos chefs na cozinha fusion de Singapura não é algo novo.

Basta olhar um pouquinho para o passado.

A Gastronomia de Singapura

Com a abertura do free port de Singapura em 1819, comerciantes da China, Malásia, Índia, Indonésia, Europa, América e Oriente Médio começaram a chegar. O objetivo era simples: evitar de pagar impostos.

Chineses vieram de províncias do sul da China, trazendo os dialetos e as influências das cozinhas Hokkien e Haianese. Imigrantes chineses antes estabelecidos na Malásia (e casados com mulheres malaias) trouxeram também a sua culinária e os seus descendentes, conhecidos como Peranakan.

Indianos, mais precisamente do sul da Índia, também trouxeram suas tradições e assim, da integração de grupos étnicos, criou-se a cozinha fusão de Singapura, resultado do intercâmbio de ingredientes e da troca de experiências entre culturas.

Mais recentemente, o governo de Singapura decidiu incentivar a cidade-estado a se estabelecer como um destino gastronômico de primeira classe. Para isso, o treinamento culinário formal foi instituído. Nessa mesma época, chefs famosos como Wolfgang Puck e Mario Batali também chegaram na cidade.

Fast-forward alguns anos e a gastronomia de Singapura, que já era rica, se sofisticou à ponto de transformar o país em um paraíso do fine dining, incluindo vários estrelados Michelin!

THE CORNER HOUSE |  THE VERSATILE GENT

THE CORNER HOUSE | THE VERSATILE GENT

Os Melhores Restaurantes De Singapura

Nest post incluímos somente restaurantes high-end aclamados pela mídia especializada - e disputado ferozmente pelos locais, portanto se você está de passagem por Singapura, não deixe de reservar com antecedência.

Claro que os restaurantes consagrados mundialmente (leia-se estrelados Michelin) não poderiam faltar.

Dentro das diversas categorias abaixo você encontrará as estrelinhas ☆ para ajudar na navegação.

Você também encontrará uma categoria especial somente para os Michelin 2 estrelas.

  1. Restaurantes Típicos do Sudeste Asiático

  2. Restaurantes para Jantares Românticos

  3. Restaurantes Funky (Descolados)

  4. Restaurantes Ocidentais | Europeus

  5. Restaurantes Charmosos para Brunchs

  6. Restaurantes Michelin 2 Estrelas

  7. Restaurantes Impressionantes… Mas nem Tanto!

E se por acaso você está a procura dos melhores restaurantes de Singapura, mas quer economizar, não deixe de ler o nosso post: Restaurantes Bons e Baratos.

Candlenut 

1 Estrela Michelin.

O jovem chef do Candlenut é especialista em pratos tradicionais Peranakan com toque indonésio, influenciado pela cozinha tradicional de sua mãe e avó.

O menu apresenta pequenas porções em até 100 combinações possíveis, o que é bacana para indecisos que querem experimentar de tudo.

Faixa de preço: 55 - 100 SGD

Menu e reservas no website: Candlenut

CANDLENUT RESTAURANT

CANDLENUT RESTAURANT

Indocafé

Os móveis de madeira escura e as antiguidades contribuem para a tradicional decoração deste restaurante Peranakan.

As especialidades da casa incluem Rendang, Assam Laksa (o prato típico de Singapura no molho de tamarindo) e Kueh Pie Tee (massa com nabos, camarões e caranguejo).

Faixa de preço: 55 - 100 SGD

Menu e reservas no website: Indocafé

NYONYA POPIAH | FOTO:  ROBB REPORT

NYONYA POPIAH | FOTO: ROBB REPORT

Opinião pessoal:

Tivemos a oportunidade de testar ambos dessa lista.

Entre os dois, preferimos o Candlenut. O restaurante é amplo e tem um ar moderninho. Gostei da variedade de pequenas porções, o que ajuda bastante quem não conhece muito da cozinha Peranakan…

Já o Indocafé tem um ambiente mais tradicional, tipo casa de vó. Fica em um casarão colonial e tem seu charme também. O beef rendang deles é divino!

Nessa categoria acabei escolhendo dois restaurantes localizados dentro do Jardim Botânico de Singapura (patrimônio UNESCO).

A razão pra isso é que só a caminhada noturna entre as plantas durante à noite já vale o passeio.

O terceiro fica no Labrador Park em um casarão colonial. Charme puro.

THE CORNER HOUSE

THE CORNER HOUSE

The Corner House

1 Estrela Michelin.

O chef descreve a cozinha contemporânea do Corner House como gastro-botânica.

A cozinha usa técnicas francesas com sabores globais e tem foco em produtos vegetais.

O ambiente é requintado e ao mesmo tempo informal.

Há três salas: Claret Corner, The Verandah ou Whispering Corner, que tem vista para o pátio e é ideal para um jantar à dois.

Faixa de preço: 62 - 268 SGD

Menu e reservas no website: The Corner House

THE CORNER HOUSE | FOTO:  THE RANTING PANDA

THE CORNER HOUSE | FOTO: THE RANTING PANDA

Botanico

Segue a linha “bistronomy” com o ambiente casual de um bistrô com ênfase em ingredientes frescos, da estação.

É uma opção bem interessante pra quem quer experimentar um date romântico no jardim botânico sem o arruinar o bolso, portanto uma ótima opção ao The Corner House.

Faixa de preço: 55 - 100 SGD

Menu e reservas no website: Botanico

BOTANICO

BOTANICO

Tamarind Hill

Situado em um bangalô colonial histórico e situado no topo da Reserva Natural de Labrador, o Tamarind tem uma decoração de luxo rústica com influências asiáticas e coloniais.

Mais de 100 criações tailandesas e birmanesas são preparadas à partir de ingredientes frescos por uma equipe de chefs tailandeses.

A carta de vinhos é bem interessante, com 11 países listados.

Faixa de preço: 55 - 100 SGD

Menu e reservas no website: Tamarind Hill

RECEPÇÃO DO TAMARIND HILL

RECEPÇÃO DO TAMARIND HILL

Opinião pessoal:

O Botanico passou longe do nosso radar por muito tempo, mesmo se moramos à poucas quadras do Botanical Gardens. A razão é que ele fica “escondido” no segundo andar do The Garage, um edifício histórico que também abriga o Bee's Knees.

O Botanico é um restaurante simples, mas simpático. Não espere muito luxo e tudo irá bem!

Já o Corner House é um capítulo à parte. Localizado em uma grande casa colonial black & white de 1910, é impossível não se encantar com a cozinha e o ambiente. Quem ousaria dizer que esse charmoso Michelin ☆ apresenta qualquer tipo de problema?

Finalmente o Thai (Tamarind) é o nosso preferido entre os três!

Tem excelente relação custo-benefício e é perfeito para um tête-à-tête, para levar amigos passando por Singapura ou qualquer tipo de comemoração familiar.

Estou chamado de “funky” os restaurantes divertidos e descolados, onde come-se muito bem em meio à uma decoração interessante.

Atlas

Apesar de funcionar mais como bar do que com restaurante propriamente dito, estou incluindo aqui por ser um must em Singapura.

O Atlas dica dentro de um edifício no melhor estilo Gotham City, e é impossível você não se sentir na New York de 1920.

Eu diria que só a decoração Art Deco em si já é uma atração à parte.

A cozinha é no estilo Europeu. Pratos clássicos, caprichados, mas não originais. Aqui você vai pelo ambiente mesmo.

ATLAS

ATLAS

Em compensação, o Atlas (também apelidado de Gatsby bar) tem a maior coleção de gin do mundo, portanto se não for pela cozinha, passe ao menos para tomar um cocktail.

A reserva é indispensável para se conseguir uma boa mesa.

Faixa de preço: 60 - 150 SGD

Menu e reservas no website: Atlas

The White Rabbit

O restaurante, localizado dentro de uma capela que estava abandonada há 15 anos, recebe os visitantes com um sinal divertido na entrada, dando uma pista do ambiente descontraído.

Imitando uma placa dessas grandes congregações cristãs americanas, lê-se à entrada:

The White Rabbit: Praise the Lard (um trocadilho entre “Louve o Senhor” e “Louve a Banha”).

O menu é essencialmente europeu, composto por clássicos franceses e mediterrâneos.

THE WHITE RABBIT | FOTO:  SHOPEE

THE WHITE RABBIT | FOTO: SHOPEE

O nome do restaurante, White Rabbit, foi inspirado no Alice no País das Maravilhas. Neste clássico, o coelho branco aparece no começo da estória e escolta Alice pela toca do coelho até um reino mágico.

Da mesma forma, o restaurante tem a intenção de criar uma experiência surpreendente, que na maior parte do tempo é muito bem sucedida.

Faixa de preço: 60 - 150 SGD

Menu e reservas no website: The White Rabbit

Opinião pessoal:

Adoramos os dois restaurantes acima e voltamos sempre que possível.

Também tivemos a oportunidade de levar minha sogra, que é européia (e bastante exigente com a qualidade dos restaurantes) e ela amou os dois.

Enough said!

Aura

O Aura é um restaurante italiano contemporâneo situado na Galeria Nacional.

Parece um negócio infalível: uma visita ao maior museu de Singapura, vistas incríveis da cidade, seguida de uma refeição com twist asiático.

Exemplo de sobremesa que você encontra por lá?

Yuzu Panna Cotta.

melhores-restaurantes-de-singapura

Além do restaurante, também há um sky lounge, com vistas para o Padang, Marina Bay Sands e Esplanade. Perfeito para coquetéis ao pôr do sol.

Faixa de preço: 60 - 100 SGD

Menu e reservas no website: Aura

Culina

O Culina Bistro serve excelente cozinha ocidental. Se você adora mercados com alimentos frescos e de qualidade superior, este é o seu restaurante em Dempsey.

A razão é que o Culina Bistro está conectado ao elegante mercado no COMO.

Você pode escolher ostras, caranguejos, camarões, cortes de carne frescos e pedir para prepará-los na hora. É o verdadeiro sonho dos gourmets nos mercados asiáticos, mas sem a barreira linguística!

Faixa de preço: 55 - 100 SGD

Menu e reservas no website: Culina

CULINA BISTRO

CULINA BISTRO

Salt Grill & Sky Bar

O restaurante fica no 55º andar do ION Orchard, talvez um dos shoppings mais conhecidos de Singapura.

Exibe alguns clássicos asiáticos no menu, mas o destaque é a carne bovina australiana.

A seleção de vinhos tem mais de 500 variedades e os coquetéis artesanais parecem ser mais interessantes com a vista deslumbrante ao fundo.

É bom fazer reserva com antecedência, pois ele entra na gama de restaurantes turísticos de luxo.

Faixa de preço: 60 - 150 SGD

Menu e reservas no website: Salt Grill & Sky Bar

SALT GRILL & SKY BAR

SALT GRILL & SKY BAR

Opinião pessoal:

Aura e Culina são sucesso na crítica especializada!

Ambos também foram recomendados por amigos entendidos de Singapura. Ainda não fui pessoalmente mas estão no topo da minha wish list! Update em breve.

O Salt Grill foi onde passei meu aniversário o ano passado. Digamos que para os aficionados de carne (leia-se meu marido) a experiência seja 100% positiva, mas acredito que para qualquer brasileiro, a ênfase ficaria com a vista panorâmica, realmente maravilhosa.

A cozinha é standard, bem feita, como em qualquer restaurante fino. Eu diria que vale a pena, mas não pelo menu em si. Se não fosse pela vista de Singapura, poderíamos crer estar em NY ou em qualquer outra metrópole.

Bar & Billiard Room

Não é incomum encontrar opções de brunch com free flow de champagne como parte de uma experiência gastronômica significativa em Singapura.

Na cidade-estado existem centenas de hotéis ostentando brunches extremamente luxuosos, geralmente oferecendo uma extravagante seleção de frutos do mar e a opção bottomless (o fatal beba à vontade).

No entanto, se tivéssemos que eleger um só entre os brunches mais incríveis da cidade, seria sem dúvida o do tradicional Raffles Hotel.

Leia a crítica completa (em inglês) no website The Shutterwhale.

BAR & BILLIARD ROOM | THE SHUTTERWHALE

BAR & BILLIARD ROOM | THE SHUTTERWHALE

Faixa de preço: 158 -218 SGD (opção sem - e com champagne free flow)

The Halia

O Halia (que significa gengibre em malaio) tem esse nome porque fica próximo ao exuberante jardim dos gengibres, em pleno jardim botânico. É pequeno, muito mais simples do que os brunches luxuosos dos hotéis, mais ainda assim, charmoso.

Apesar de não ser um restaurante fino, de alta qualidade internacional, tem o seu valor para os brunchs em família ou amigos. Alguns pratos são re-interpretações modernas da cozinha do Sudeste Asiático, o que o faz bem interessante.

Apesar de estar localizado dentro do jardim botânico, é facilmente acessível pela Tyersall Avenue.

Faixa de preço: 45 - 80 SGD

Menu e reservas no website: The Halia

THE HALIA

THE HALIA

Opinião pessoal:

Infelizmente não tivemos a oportunidade de ir ao brunch no Raffles. A razão de ele estar nesta lista é que o brunch é muito bem conceituado, talvez o melhor da cidade. Amigos experts em gastronomia também experimentaram e recomendam.

Já o Halia (atenção: não se compara ao nível do Raffles) sempre foi um dos meus preferidos, mas eu não recomendaria ir aos finais de semana. A espera pode ser longa, já que eles não são adeptos de reservas.

Desde o fechamento do Joel Robuchon em Julho de 2018, Singapura não tem mais restaurantes 3 estrelas, portanto estou incluindo aqui os dois restaurantes estrelados mais badalados pela mídia especializada.

Odette ☆ ☆

Localizado onde antes era a sala de registro do Supremo Tribunal (hoje o National Gallery) é agora o mais discreto dos restaurantes. Foi batizado pelo chef Julien Royer em homenagem a sua avó.

Conhecido por ser o restaurante francês mais interessante de Singapura, ele entra na categoria “french contemporary” mas tem sutis influências japonesas. O peixe vem mesmo do Japão (e da Nova Zelândia) e apenas os melhores produtos orgânicos chegam à mesa.

Premiado com 2 Estrelas Michelin em 2016, ficou em 5º lugar entre os 50 Melhores Restaurantes da Ásia em 2018.

Faixa de preço: 128 - 328 SGD

Menu e reservas no website: Odette

ODETTE

ODETTE

Waku Ghin ☆ ☆

Em 2010, o restaurante do aclamado chef japonês Tetsuya abriu em Singapura no Marina Bay Sands. Em pouco tempo ele já estava listado entre os 50 melhores restaurantes do mundo.

Classificado como “japanese contemporary” é possivelmente o melhor restaurante de Singapura, mas talvez ele ostente o título de refeição mais cara também.

O menu de degustação de 10 pratos tem dois seatings, um às 18:00 e o outro 20:30, com o indigesto preço de 450 SGD ++ por pessoa.

O restaurante mantém sua classificação de duas estrelas Michelin desde 2017.

Menu e reservas no website: Tetsuyas

WAKU GHIN |  DANIEL FOOD DIARY

WAKU GHIN | DANIEL FOOD DIARY

Opinião pessoal:

Infelizmente ainda não tive a oportunidade de testar os dois restaurantes acima.

Espero poder colocar um update no post em breve, quem sabe?

Neste meio tempo, deixo aqui também a lista completa dos Restaurantes Estrelados de Singapura.

Mas… este não era um post sobre os melhores restaurantes de Singapura?

Sim, mas estou incluindo outros três restaurantes como bônus, essencialmente pelas razões abaixo:

  • A primeira é que alguns restaurantes gostam de ostentar, mas a culinária não faz jus à decoração. Acredito que algumas pessoas escolham estes restaurantes por desconhecimento de causa.

  • A segunda é que volta e meia alguns restaurantes fancy são sugeridos por “experts” na web. Desconfie do que você lê por aí, especialmente em reviews / posts escritos por turistas.

  • E finalmente, a terceira razão é que eu mesma caí no conto do restaurante bling-bling e fui parar em um restaurante pra inglês ver. E eu não gostaria que isso acontecesse com você!

THE CLIFFORD PIER | FOTO:  FULLERTON HOTELS

THE CLIFFORD PIER | FOTO: FULLERTON HOTELS

The Clifford Pier

O Clifford Pier é um antigo píer localizado ao lado de Collyer Quay em Marina Bay.

Depois de uma ostensiva reforma, hoje funciona como restaurante de mesmo nome, oferecendo uma seleção de pratos locais, asiáticos e ocidentais sob as operações do hotel The Fullerton Bay.

O restaurante é um charme e o brunch pode valer a pena.

Infelizmente há “mixed reviews” quanto à qualidade da cozinha para um jantar mais formal.

Faixa de preço: 45 - 100 SGD

Menu e reservas no website: The Clifford Pier

THE CLIFFORD PIER | FOTO:  FULLERTON HOTELS

THE CLIFFORD PIER | FOTO: FULLERTON HOTELS

Ocean Restaurant

É provável que o Ocean Restaurant pareça o mais mágico de todos os restaurantes de Singapura. Realmente. Ele fica localizado dentro do Aquário S.E.A, em uma área exclusiva dentro da Ocean Gallery.

A proposta é jantar com manta-rays e milhares de animais marinhos exóticos flutuando ao lado de sua mesa, bem ao lado do maior painel de observação de aquários do mundo.

A proposta parece bem tentadora, e é mesmo.

Ainda mais quando você fica sabendo que a chef é uma celebridade com seis restaurantes, apresentadora do programa Around the World in 80 Plates e juiz convidada do Iron Chef (um programa americano de culinária).

Impressionante, não?

OCEAN RESTAURANT | PATTI NEVES

OCEAN RESTAURANT | PATTI NEVES

Não muito. Testamos e a experiência deixou à desejar. Veja nossa opinião abaixo.

Faixa de preço: 65 - 150 SGD

Menu e reservas no website: Ocean Restaurant

LAVO

Queridinho dos jet setters e influencers, o Lavo é um restaurante americano-italiano no topo do Marina Bay.

Parte de uma cadeia de restaurantes em Las Vegas e L.A., o restaurante impressiona pela decoração, tamanho - e claro, a localização com vista panorâmica.

É o típico restaurante fancy para quem quer ver e ser visto. Talvez seja o mais badalado (ou conhecido) entre a elite jovem e endinheirada de Singapura, incluindo expatriados recém chegados.

Então o que poderia dar errado?

Bem… algumas coisinhas. Basta ler as reviews da mídia especializada. Veja mais abaixo.

Faixa de preço: 65 - 150 SGD

Menu e reservas no website: LAVO

LAVO

LAVO

Opinião pessoal:

Confesso que fui seduzida pelo conceito do Ocean logo que me mudei para Singapura - e acabei reservando o restaurante para uma ocasião especial.

A experiência foi bem decepcionante. Tínhamos a sensação de estar em um restaurante ocidental fazendo um extra-esforço para parecer fancy. As porções eram medíocres e vieram com uma temperatura bizarra.

Para piorar a situação, na mesa ao lado, havia uma família asiática assistindo vídeos YouTube (no volume máximo). Após reclamar com a garçonete, ela… não fez absolutamente nada.

A conta para duas pessoas (tenho vergonha de escrever aqui, mas acho que devo) ficou em 600 SGD para um casal, incluindo aperitivos e bebidas.

Acho que não há necessidade de dizer que por esse preço, esperávamos serviço e gastronomia dignas de um Robuchon.

Mas não foi dessa vez. Não sei como está o restaurante está agora… mas recomendo bastante cautela.

A vista panorâmica do LAVO.

A vista panorâmica do LAVO.

Sobre o LAVO:

Após ler inúmeras “mixed reviews” online e passar algum tempo hesitando se deveríamos provar, uma amiga foi experimentar - e foi parar no hospital.

O diagnóstico? Intoxicação alimentar.

Não sei se foi um fato isolado, mas perdi totalmente a vontade de ir.

Talvez os dois restaurantes acima sejam bacanas apenas para tomar um drink. Enfim, vá por sua conta e risco - e volte aqui para nos contar.

Espero que você tenha gostado do post!

Para ler sobre a culinária nossa de todos os dias, não deixe de consultar o artigo abaixo:

Melhores Restaurantes de Singapura

|Bons & Baratos|

Procurando Hotéis em Singapura?

Veja as dicas de quem mora lá!

 

PARCEIROS ♡

Se você comprar algo usando os links do blog, eu ganho uma pequena comissão, sem nenhum custo extra para você!

HOSPEDAGEM:

Booking.com

PASSAGENS AÉREAS:

SEGURO VIAGEM:

CHIP PARA CELULAR

PASSEIOS & TRANSFERS

RELACIONADOS:

+MAIS LIDOS:

Gostou do post?

Compartilhe usando os botões abaixo 😍