Como Comprar Passagens & Passes de Trem na Europa

comprar-passagens-de-trem-europa.jpg

Comprar passagens de trem na Europa é uma ótima maneira de garantir uma viagem tranquila pelo velho continente. Você pode visitar as principais cidades, mas também conhecer cidadezinhas charmosas do interior onde poucos visitantes ousam se aventurar.

No entanto, as passagens de trem geralmente são válidas apenas para uma viagem entre duas cidades, ou seja, com datas e destinos previamente selecionados.

Já o passe de trem permite viagens ilimitadas de acordo com a quantidade de dias escolhidos. Você só precisa definir os países e cidades que pretende visitar e em seguida escolher o tipo de passe.

Dúvida cruel: passagens de trem ou passe na Europa?

Comprar passagens de trem na Europa geralmente não vale a pena se a sua viagem se estender por diversos países europeus. Existem alternativas de passes que cobrem vários países e além de serem mais econômicas à longo prazo, permitem maior flexibilidade.

Para os viajantes planejando uma eurotrip de várias semanas, a pergunta mais pertinente seria:

Qual seria o tipo de passe mais adequado?

Para ajudar nesta decisão, enumerei 8 dúvidas sobre passagens de trem x passes na Europa:

  1. Como comprar passagens de trem na Europa?

  2. Lista de companhias de trem européias

  3. Comprar passagens individuais ou passes de trem?

  4. Qual a diferença entre os passes Eurail, Interrail e Rail Europe?

  5. Passe Eurail: o que é, como funciona e quanto custa

  6. Onde comprar os passes Eurail?

  7. Afinal, vale a pena usar passes de trem na Europa?

  8. Viajando de trem, é obrigatório fazer seguro viagem ?

Comprar passagens de trem na Europa não é uma tarefa difícil.

Basta você entrar no website de cada país que vai visitar e reservar os trechos online (veja abaixo a lista de companhias ferroviárias).

Para comprar trechos regionais:

Vamos supor que você esteja na França, e queira comprar o trecho Paris-Lyon online.

Você irá selecionar a companhia francesa SNCF e selecionar a língua (no exemplo escolhi inglês). Passo à passo:

  • Book your Ticket (Reservar)

  • One way or Return (Selecionar só ida ou ida-e-volta)

  • Outbound (Horário que você quer chegar na cidade)

  • See prices over a month (Se você quiser procurar o dia com tarifa mais barata)

  • Selecione as datas. Digite a carta de crédito

  • Escolha as opções para receber o ticket

Clique nas flechas para ver a sequência:

Normalmente as pessoas imprimem a reserva em casa (ou no hotel) antes de ir à estação e em seguida retiram o ticket verdadeiro no guichê antes de embarcar.

Em seguida, não se esqueça de validar (composter, em francês, ou to punch, em inglês) ou seja, furar ou carimbar a passagem em uma máquina antes de embarcar no trem.

Você também poderá comprar as passagens de trem diretamente na estação. Caso seja o caso, preste atenção se comprar de máquinas automatizadas:

Trechos regionais às vezes são reembolsáveis e as passagens muitas vezes não mostram horários, por isso a importância de validá-las antes de subir no trem.

Compostage  ou validação de bilhete de trem na França. Foto: Divulgação.

Compostage ou validação de bilhete de trem na França. Foto: Divulgação.

Na dúvida, informe-se sempre na estação se a validação dos bilhetes é necessária antes do embarque.

Comprar trechos internacionais:

Cada companhia ferroviária liga destinos dentro de um próprio país e algumas delas conectam destinos em outros países por meio de associações, como por exemplo a Eurostar.

Para trechos populares (ex. Paris - Londres) compre sempre online e evite os fins de semana, para conseguir melhores tarifas.

Em trechos internacionais os bilhetes são nominais, com datas e horários fixos. Funcionam como bilhetes de avião, portanto são intransferíveis. Você terá que fornecer documentos para comprá-los.

Os fiscais que vão conferir sua passagens (já dentro do trem) podem pedir o seu passaporte ou até mesmo detalhes sobre seu itinerário. O seguro viagem com apólice mínima de 30.000 euros também é uma exigência da União Europeia para todos os turistas que visitam o continente.

Comprar passagens de trem na Europa é muito simples, desde que você siga as regras de cada país.

Clique na sigla de cada uma para acessar o site oficial:

  1. Alemanha: - Banh
  2. Áustria: - Oebb
  3. Belgica: - B-Rail
  4. Dinamarca: - Dsb
  5. Eslováquia: - Zsr
  6. Eslovênia: - Slov
  7. Espanha: -Renfe
  8. Finlândia: -RFi
  9. França: - SNCF
  10. Holanda: - Ns
  11. Hungria: - Hu
  12. Irlanda: - Irish
  13. Itália: - Trenitalia
  14. Letônia: - Ldz
  15. Luxemburgo: - Lux
  16. Noruega: - Nor
  17. Polônia: - Pol
  18. Portugal: - Por
  19. Reino Unido: - Uk
  20. República Tcheca: - Cz
  21. Romênia: - Ro
  22. Rússia: - Ru
  23. Suécia: - Sj
  24. Suiça: - SBB

Além das inúmeras companhias de trem na Europa, existem inúmeras associações promovendo trechos internacionais de alta-velocidade:

Linhas de trem de alta-velocidade na Europa em 2018. Fonte: Wikipedia.

Linhas de trem de alta-velocidade na Europa em 2018. Fonte: Wikipedia.

Por exemplo a Thalys é uma rede de trens de alta velocidade (chamados TGVs) construída em linhas de transporte expresso entre Paris, Bruxelas, Colônia e Amsterdã.

Esta linha é partilhada com os trens da Eurostar que vão de Paris ou Bruxelas para Londres via Lille, pelo Eurotúnel e pelos TGV.

Eurostar é o único trem de alta velocidade que conecta Londres e Paris em 2h e 15min, assim como Londres e Bruxelas em 1h e 55 min.

À partir de Londres, o Eurostar parte da estação St. Pancras. Ele atravessa o Canal da Mancha por meio de um túnel subterrâneo sob o mar. 

Funciona todos os dias da semana, o ano todo, com exceção do dia de Natal, 25 de dezembro.

É melhor comprar passagens de trem na Europa ou comprar logo um passe para todos os países?

Para viajantes que farão uma, duas, no máximo três viagens de trem, o passe talvez não compense, portanto valeria mais comprar os bilhetes individualmente, em cada país.

Mas para os viajantes que pretendem conhecer 5-6 (ou mais) países em 15-30 dias, a resposta é SIM.

O passe de trem não compensa quando o passageiro faz poucos trechos em um mesmo país, ou trajetos curtos entre poucos países.

Aliás, se você pretende visitar somente 2 ou 3 países, mas cobrindo distâncias longas (ex. Paris - St.Petersburgh) deixe o trem para lá e prefira voar.

Na dúvida entre usar voos low-cost ou trem, é bom usar a regrinha: se a viagem durar apenas 3 ou 4 horas, é melhor ir de trem. Acima disto, prefira optar por uma companhia aérea low cost (Ryanair, Easyjet ou outras).

A razão é simples: ninguém quer perder tempo em uma eurotrip, e o processo de se locomover até aeroporto usando táxi, perder 2 horas passando imigração, fazer o check-in, esperar o boarding e tudo o mais, pode gerar gastos, stress e perda de tempo desnecessários.

No quesito praticidade, o trem dá de 10 à zero no avião.

As estações de trem, localizadas geralmente no centro das capitais, te deixarão de porta à porta, e com sorte você já sairá de lá a pé mesmo (considerando que teu hotel tenha localização central).

Se você chegou até aqui, é porque provavelmente está querendo comprar um passe global e fazer uma senhora eurotrip por diversos países. Muito bem!

Nos idos de 2006, resolvi fazer minha primeira eurotrip sozinha pelo Leste Europeu, em um itinerário de 30 dias. O Interrail literalmente salvou minha vida, pois economizei bastante nos vários trechos e ainda salvei noites de hotel.

A título de exemplo, fiz:

Paris > Berlin > Varsóvia > Bratislava > Praga > Budapeste > Bucareste > Brasov > Viena > Zagreb > Liubliana > Veneza > Paris

Não vou entrar em detalhes dos percalços do meu primeiro mochilão sozinha, nem sobre o desvio de itinerário (acabei não indo a Sofia, Belgrado e Sarajevo como previsto), isso é estória para outro post, mas gostaria de frisar aqui a ideia central:

Usar todos os trechos noturnos (entre as principais capitais) para… dormir! ☺️

Por exemplo, de Praga a Budapeste fiz um trajeto noturno de 9 horas e aproveitei para economizar uma noite de hotel.

Você pode reservar um trem couchette (chamado também sleeper, em inglês) e recebe lençois e travesseiros. Vale muito a pena!

Pra quem nunca fez e não imagina, dorme-se mil vezes melhor do que em um avião.

Para essa viagem acima, usei o passe Interrail para fazer todos os trechos. E por que?

Bem, porque eu tinha desconto por causa do meu passaporte!

Veja abaixo como funciona.

Diferenças entre Eurail, Interrail e Rail Europe:

  • Eurail é o nome da associação que trabalha com todas as empresas ferroviárias nacionais para criar todos passes

  • Interrail é o mesmo passe, mas apenas para os europeus. Se você tiver o passaporte bordô, vai pagar um pouco menos

  • Rail Europe é um revendedor oficial dos bilhetes e passes que a Eurail cria

Todos os cidadãos não-europeus (independente de nacionalidade) podem comprar da Rail Europe ou diretamente da Eurail.

Não há muita diferença comprar de um ou de outro, como discutimos aqui.

Thalys, Foto: Divulgação.

Thalys, Foto: Divulgação.

E quais as vantagens do passe Rail Europe/Eurail?

Antigamente, com este passe você podia embarcar em um trem sempre que desse na telha.

Podia ir onde e quando quisesse. Não havia necessidade de reservas, era só encontrar um assento livre no trem. O passe de trem era realmente sinônimo de liberdade!

Hoje as coisas mudaram um pouco. Os custos dos passes subiram, há algumas restrições de quando você pode usá-los e muitas vezes há um número limitado de assentos para portadores de passe.

Então continue lendo e veja se o passe funcionaria pra você…

O passe Eurail (vendido também pela Rail Europe) fornece um número pré-determinado de paradas em um período de tempo definido.

Você pode obter passes para países específicos, para cada país ou passes regionais, dependendo da sua necessidade.

Os passes tem duas variedades: bilhetes de primeira classe e de segunda classe.

O Eurail Pass é um bilhete de trem que permite viajar por 35 países europeus em trens e balsas. É produto da associação da maioria das empresas ferroviárias e de navegação europeias.

Quais países participam do Eurail?

Áustria, Bélgica, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, República Checa, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grã-Bretanha (Inglaterra, País de Gales e Escócia), Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Mônaco, Montenegro, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Romênia, Sérvia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça e Turquia.

Clique na imagem para aumentar.

Clique na imagem para aumentar.

Como o Eurail Pass funciona?

O Eurail Pass funciona como uma passagem de trem global, servindo a maioria dos países europeus citados acima.

Você deve comprar o seu passe antes de chegar à Europa. Ele não pode ser comprado quando você já estiver no continente (ao menos que você seja europeu, e neste caso teu passe é o Interrail).

O Ticket será enviado à você pelos correios. O passe se tornará válido assim que você usá-lo a primeira vez.

Normalmente você não precisa fazer nada com antecedência, pode simplesmente aparecer no trem e embarcar. Um fiscal aparecerá e você deverá apresentar seu passe.

Alguns países exigem que você reserve assentos com antecedência. Reservas são necessárias na maioria dos trens de alta velocidade (TGVs) e trens noturnos.

Ao receber seu passe de trem, você receberá um manual que informando as regras de reserva específicas de cada país.

Infelizmente alguns deles cobrarão taxas extras por isso.

Trens couchettes. Foto:  TheSavvyBackpacker

Trens couchettes. Foto: TheSavvyBackpacker

Tive que pagar um suplemento em todos os trens couchettes (sleepers) que peguei.

No aplicativo Eurail para iPhone, você poderá filtrar por "trens sem reserva obrigatória" se quiser escapar das taxas.

Note que para os trens couchettes, é regra geral pagar suplemento. E se você precisar reservar, poderá fazê-lo no mesmo dia ou um dia antes do embarque.

Na maioria dos países da Europa Central você poderá embarcar em qualquer trem. Na França, na Itália e na Espanha, você precisará de uma reserva.

A reserva poderá ser feita também diretamente na estação de trem.

Quanto custa o passe Eurail?

Depende!

Quanto tempo você vai viajar? Quantos países quer visitar?

Como faz bastante tempo que fiz a minha última Eurotrip e porque achei as informações nos sites da Eurail complexas, estou transcrevendo aqui as informações resumidas que encontrei no excelente blog Nomadic Matt, que está sempre atualizado: How much are Eurail Passes?

A tabela do link acima te dá uma ideia geral de preços, mas por favor faça sua pesquisa e vá direto à fonte antes de comprar!

Existem três empresas que vendem esses passes:

Se você NÃO é europeu, pesquise as tarifas da Eurail e Rail Europe. Somente europeus podem comprar passes Interrail.

Apesar da Rail Europe ser somente uma revendedora de passes Eurail, muitas vezes ela oferece descontos que a própria Eurail não oferece, portanto é importante pesquisar as duas fontes.

Comprar direto da Eurail nem sempre é sinônimo de economia.

Se você tem passaporte europeu: compre Interrail. O passe é sempre mais em conta para europeus.

Como vimos até aqui, comprar passagens ou passes de trem é uma questão puramente econômica.

Em outras palavras, comprar um passe Eurail só vale a pena se for para você economizar.

Isso significa ter que fazer muitas contas e simulações ate encontrar a formula ideal pra você.

Segundo o Nomadic Matt:

“Se você estiver disposto a reservar com meses de antecedência (mínimo 90 dias), você encontrará ofertas imbatíveis facilmente, como Paris a Amsterdã por $ 46, Roma a Veneza por $ 38 ou Amsterdã a Berlim por US$ 78.

Eu confesso que nunca procurei por tickets com tanta antecedência, mas não duvido de que seja o melhor negócio a fazer.

Após você ter uma ideia de quais países visitar, comece sua pesquisa entrando nos sites ferroviários europeus e calcule preços individualmente considerando duas épocas diferentes:

Uma como se viagem fosse amanhã (ou seja, tarifas de última hora) e outra para dois meses a partir de agora (ou seja, com tarifas antecipadas). Some os preços em cada categoria.

Em seguida, vá para a Rail Europe ou Eurail, encontre seu passe de trem ideal e divida o preço do passe pelo número de dias que você viajará de trem. Assim você poderá calcular o custo de cada viagem usando o passe.

Resumindo:

Vale a pena comprar um passe Eurail se…

  1. Você vai viajar pela Europa sem planos fixos.

  2. Você irá usa balsas. Os portadores de passe tem 50% de desconto em balsas na Grécia, Itália e Alemanha, 40% em balsas na Finlândia e alguns outros descontos de ônibus.

Você não deverá comprar um passe de trem se…

  1. Você está planejando uma viagem curta com datas definidas. Embora bilhetes antecipados não sejam reembolsáveis, eles sempre saem mais baratos se você não tiver que alterar as datas.

  2. Você estará viajando apenas para um país.

Sim, na maioria dos países da União Europeia, o seguro viagem é obrigatório.

O Tratado de Schengen, um acordo firmado entre 26 países europeus, visa estabelecer a livre circulação dos visitantes mas também estabelece a obrigatoriedade de um seguro viagem no valor mínimo de € 30.000.

Os países participantes do tratado são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia e Holanda.

O objetivo dessa regra é garantir que o visitante possa pagar as possíveis despesas médicas surgidas durante a viagem.

No site do Seguros Promo você pode fazer uma comparação de maneira rápida e fácil

Clique aqui para pesquisar a melhor alternativa pra você!

 Você pode deixar seu seguro viagem mais barato utilizando nosso cupom TRIPPINGUNICORN5.

Espero que este post tenha sido útil pra você ♡

Este post fez parte da blogagem coletiva:

VIAGENS DE TREM

 

PARCEIROS ♡

Se você comprar algo usando os links do blog, eu ganho uma pequena comissão, sem nenhum custo extra para você!

HOSPEDAGEM:

Booking.com

PASSAGENS AÉREAS:

PASSES DE TREM:

SEGURO VIAGEM:

CHIP DE CELULAR:

Cupom válido até o dia 02 de Julho de 2019.

Cupom válido até o dia 02 de Julho de 2019.

PASSEIOS:

RELACIONADOS:

+MAIS LIDOS:

Gostou do post?

Compartilhe usando os botões abaixo 😍