Hungry Ghost Festival em Singapura

Notas do banco do inferno. Peter Novak @  Messy Nessy

Notas do banco do inferno. Peter Novak @ Messy Nessy

Se por acaso você estiver passando por Singapura em Agosto, abra bem os olhos e preste atenção ao redor de si!

Você vai observar bandeiras hasteadas por todos os lados, decorando casas, condomínios, e altos edifícios.

Dia 9 de Agosto é o mês que Singapura comemora sua independência da Malásia.

Mas enquanto aprecia a patriótica decoração, tome cuidado pra não tropeçar nas oferendas no meio da calçada…

Todos os anos, no primeiro dia do sétimo mês do calendário lunar, os chineses acreditam que os portões do inferno se abrem e os espíritos são liberados para vagarem por onde bem entenderem.

Hungry ghost festival em Singapura

O hungry ghost festival é o momento do ano em que as almas liberadas do plano inferior voltam para assombrar o mundo dos vivos.

Embora considerado um mês desfavorável - onde quase não há casamentos e transações imobiliárias na cidade - curiosamente também é o mês da maior celebração de Singapura, o National Day Parade.

Acredito que esta comemoração nem sempre coincida com o calendário lunar, mas neste ano (2019) a festa será realizada em pleno mês maldito.

hungry-ghost-festival-em-singapura.png

Quem são os hungry ghosts?

Esta é realmente uma pergunta interessante.

Desde que me mudei pra Singapura, essa questão sempre me intrigou. Quem seriam essas almas do mal?

Na Malásia e em Singapura existem várias lendas que falam de uma mulher que morreu no parto, Pontianak, que posteriormente se tornou uma vampira e hoje se esconde entre as bananeiras.

Em alguns lugares remotos da Malásia, as pessoas ainda não estendem roupas no quintal durante a noite, pois dizem que a Pontianak é atraída pelos cheiros das roupas.

Ela é uma espécie de mula sem-cabeça, versão Sudeste Asiático.

Pois bem, eu imaginava que os hungry ghosts tinham algo a ver com algum tipo de lenda criativa sobre seres mitológicos. Errei.

Os hungry ghosts, tradução ao pé da letra “fantasmas famintos” seriam simplesmente almas de ancestrais perturbados que retornariam à terra em busca de comida e necessidades materiais, não satisfeitas durante a vida.

Oferenda na calçada em Singapura. Foto: Patti Neves

Oferenda na calçada em Singapura. Foto: Patti Neves

Os asiáticos sempre tiveram uma relação de muito respeito com os seus antepassados.

Basta observar os japoneses, que emprestaram o costume chinês de venerar os ancestrais. Muitas vezes eles mantém frutas frescas, flores e arroz (cozido) em altares dentro das casas.

Há alguns dias atrás finalmente tomei coragem e durante um almoço com uma amiga Singapuriana, disparei:

Mas e então, você já preparou as oferendas?

Ela riu e disse que era uma budista raíz, não acreditava nessa versão sincrética de culto aos antepassados.

Depois me olhou sério e disse:

Como é que os espíritos dos nossos avôs e bisavôs, a quem devemos tanto respeito, podem se tornar fantasmas malignos, somente por algumas semanas ao ano?

Rimos bastante. Essa seria minha próxima pergunta.

Como se comemora o hungry ghost?

Na verdade não se trata de uma comemoração.

As pessoas que acreditam no poder dos fantasmas famintos fazem uma série de rituais e espalham oferendas pelos canteiros e calçadas da cidade.

Também vemos incensos e pratinhos com comida deixados ao lado de grandes arranhas-céus, às vezes em pleno centro financeiro.

Alguns templos chineses, como por exemplo o Thian Hock Keng, também oferecem eventos especiais convidando todos a rezar por uma jornada tranquila para seus ancestrais.

O ritual conhecido como Yu Lan Pen, que significa absolver as almas de sofrimentos é oferecido online, onde os devotos podem escanear o código QR com o smartphone e pagar 30 SGD (equivalente a 85 Reais) por parente falecido.

Veja como fazer isso aqui.

Thian Hock Keng em Singapura. Foto: Patti Neves

Thian Hock Keng em Singapura. Foto: Patti Neves

Também é comum a organização de getais, concertos de música em estacionamentos e terrenos baldios dos bairros da cidade. Esses shows são destinadas às almas errantes, mas os vivos também podem assistir.

No passado, as apresentações eram tipicamente óperas chinesas ou espetáculos de marionetes.

As cadeiras da frente são sempre vazias e ninguém ousa ocupá-las. São reservadas aos VIPs da noite, os espíritos malignos.

Com o declínio da ópera chinesa e tradicionais espetáculos de marionetes, as performances evoluíram. Os palcos são ambientados com os palcos LED e painéis iluminados.

Algumas performers jovens e sensuais não cantam apenas músicas tradicionais em dialetos, mas também aproveitam para lançar novas versões techno ou pop em mandarim. Parece que até mesmo os gostos do mundo espiritual estão evoluindo…

Mas ainda é possível ver algumas dessas apresentações tradicionais - ou quase!

Esse getai abaixo, encontramos de forma completamente aleatória, em Kuching, na Malásia.

Bar e getai na Malásia. Foto: Patti Neves

Bar e getai na Malásia. Foto: Patti Neves

Quais são os tipos de oferendas?

Evidentemente, frutas, comida, incenso e entretenimento nem sempre são suficientes para acalmar os espíritos mais famintos.

Desta maneira, é comum a prática de queimar dinheiro e bens materiais, para enviar aos mortos. Mas como que por acaso, os chineses também acham que queimar dinheiro vivo traz azar. E como resolver este impasse?

Simples! Produzindo dinheiro falso. Esse dinheiro é chamado de hell money - ou o dinheiro do inferno.

Existem lojas onde encontramos uma variedade incrível de bens materiais reproduzidos fielmente, nos mínimos detalhes:

Carros em miniatura (BMWs ou Mercedes, naturalmente) iPhones ou iPads, roupas - ou mesmo artigos de luxo como bolsas Chanel ou sapatos Louis Vuitton.

Tudo em papel, prontinho para ser queimado!

Louis Vuitton em papel. Foto: Patti Neves

Louis Vuitton em papel. Foto: Patti Neves

Alguns templos dispões de gavetas especiais para a queima de joss paper.

Joss paper é um tipo de papel feito de arroz ou bambu. As vezes ele é pintado de dourado, para representar ouro.

Essa semana eu estava passando pelo Chinatown e como que por acaso vi uma dessas lojinhas tradicionais que vendem esse tipo de artigo. Resolvi entrar.

Imagine qual não foi a minha surpresa ao descobrir uma caixa com sutiãs e outra com um kit dental completo…

Quem imaginaria que os vivos estariam preocupados com o mau hálito dos mortos no além?

Nós, expatriados, achamos tudo isso muito curioso, mas esse business está longe de ser uma brincadeira na Ásia.

Somente nos templos de Taiwan, a receita anual proveniente da queima de papel foi de US$ 400 milhões em 2014.

Lista de tabus no 7 mês lunar

Abaixo, algumas das recomendações de taoístas sobre práticas a serem evitadas durante o 7º mês lunar.

As recomendações foram extraídas de um site de Feng Shui e não são exaustivas:

  1. Evite nadar neste mês. Acredita-se que aqueles que morreram na água podem te puxar pra baixo na piscina ou nos lagos. O fantasma do afogado precisa encontrar vítimas para que eles possam renascer.

  2. Crianças e jovens adultos são aconselhados a voltar cedo para casa e não passear sozinhos à noite. Os fantasmas errantes podem possuir os jovens mais facilmente.

  3. Evite mudar-se para novos lares e abrir novos negócios este mês, pois é considerado pouco auspicioso e de má sorte em novos empreendimentos.

  4. Evite se casar durante este mês. Alguns fantasmas maus podem lançar um feitiço e seu casamento acabará mal.

  5. Evite fazer trekking na selva ou acampar, pois as chances de ferimentos, possessão e morte são altas.

  6. Dirija com muito cuidado durante este mês, pois muitos espíritos errantes morreram de acidentes. Eles também estão procurando pelas próximas vítimas para que possam reencarnar.

  7. Proteja a entrada a da sua casa com a genuína espada peachwood. Este é o mais excelente protetor de fantasmas e maus espíritos, evidentemente vendido no site listado acima.

  8. Evite iniciar qualquer trabalho de construção ou realizar reparos de renovação na casa.

  9. Evite cuspir e assoar o nariz na rua ou em qualquer árvore / planta.

  10. Não deixe feridas abertas, pois isso atrairá fantasmas. Mantenha-os fechados com band-aids o tempo todo.

  11. Não faça comentários negativos ou piadas sobre as oferendas nas ruas. Não tire sarro da ópera chinesa (ou das cadeiras vazias das comunidades).

  12. Não pegue nada, incluindo dinheiro, encontrado na rua e nunca, em hipótese alguma leve esses itens pra casa.

  13. Evite se sentir emotivo e chorar no meio da noite. Uma mente fraca e triste dá aos fantasmas a oportunidade de possuí-lo e prejudicá-lo.

  14. Não assobie após o pôr do sol. Isso vai atrair a atenção de fantasmas que podem virar um encosto, te dando azar de forma permanente.

  15. Mantenha-se longe das paredes, pois acredita-se que os fantasmas gostam de grudar nas paredes.

  16. Se você nasceu durante o mês fantasma, evite comemorar seu aniversário à noite e soprar seu bolo. É melhor comemorar durante o dia.

hungry ghost festival em singapura

Lista de Tabus para os viajantes

Não pense que estar apenas de passagem por aqui te isentará da ira dos fantasmas.

Os que estão viajando, devem ser cautelosos ao se hospedar em hotéis. O hotel é considerado como um lugar yin e é um dos locais preferidos pelas almas penadas.

Abaixo seguem algumas dicas para evitar os encontros assombrados:

  1. Dê uma batida respeitosa na porta do quarto de hotel antes de entrar pela primeira vez.

  2. Evite entrar no recinto imediatamente. Sussurre para si mesmo que você está alugando o quarto para ficar temporariamente, como uma forma de pedir permissão.

  3. Coloque seu par de sapatos ou sandálias de frente para a porta. Os sapatos devem estar longe da cama. Um lado do sapato aponta para a porta e o outro lado aponta para dentro.

  4. Coloque um copo de água salgada ao lado da sua cama. O sal é um excelente antídoto para a energia pesada.

  5. Lave o vaso sanitário antes de usá-lo.

  6. Evite roupas pretas ou vermelhas.

  7. Normalmente há uma bíblia ou um alcorão nas gavetas. Evite tocá-los ou movê-los de suas posições originais.

  8. Mantenha sempre a porta do banheiro fechada com as luzes apagadas quando você for dormir.

  9. Tente evitar de dormir de frente ao espelho. Se o espelho for projetado dessa maneira, cubra com uma toalha.

  10. Evite colocar qualquer sapato ao lado da cama ao dormir.

  11. Cuidado com o que fala. Contar histórias de fantasmas deve ser evitado à todo custo neste mês.

  12. Tenha com você uma espada feita de madeira de pêssego (a tal da peachwood, acima). Deve ser feito de madeira de pêssego verdadeira.

Curiosidades que podem afetar a vida dos vivos

Não é incomum em Singapura que alguns taxistas se recusem à dirigir por certas áreas da cidade neste período.

Locais onde muitas pessoas morreram (como em guerras) ou estradas sinuosas são evitadas a todos os custos, principalmente à noite.

Para uma lista completa, consulte a lista de estradas assombradas de Singapura.

Como exemplos temos: Lim Chu Kang Road, Punggol Road, Old Upper Thomson e South Buona Vista Road.

Se você mora perto dessas vias… bem, eu não sei o que dizer pra você.

hungry ghost festival em singapura

Durante dois anos eu trabalhei na área do Science Park, então passava pela South Buona Vista ao menos 10 vezes por semana. Inclusive durante o hungry ghost.

Essa área fica próxima de Opium Hill, um lugar onde batalhas sangrentas ocorreram contra os japoneses durante a segunda guerra mundial.

Sobrevivi por sorte. Talvez só para escrever este artigo.

Então fica aqui o meu alerta.

Onde presenciar o hungry ghost em Singapura

  • Vá simplesmente passear no Chinatown. Há várias oferendas em locais aleatórios.

  • . O Thian Hock Keng Temple é perfeito para observar ritos curiosos relacionados com a data.

  • Consulte o site do Asia Paranormal Investigators (API).

    Fundada em 2005, essa é a sociedade de pesquisa paranormal da região. São os ghostbusters de Singapura!

  • Vá ao templo Lorong Koo Chye Sheng Hong.

    Os devotos se reúnem neste templo taoísta na Arumugam Road, perto de Paya Lebar Road, durante o hungry ghost festival.

Gárgula em Bukit Brown. Foto: Patti Neves

Gárgula em Bukit Brown. Foto: Patti Neves

  • Vá passear pelo Bukit Brown, o cemitério chinês mais antigo da cidade, onde mais de 100,000 pessoas foram enterradas.

Muita gente se sente apreensiva, imaginando que vai encontrar almas errantes por lá, mas no meu caso só encontrei macacos.

Ou seriam gárgulas?

Em compensação, cuidado com os cachorros do cemitério, alguns deles são agressivos.

Espero que vocês tenham gostado desse post. Pé-de-pato, mangalô três vezes.

Outras curiosidades sobre Singapura?

PARCEIROS ♡

Se você comprar algo usando os links do blog, eu ganho uma pequena comissão, sem nenhum custo extra para você!

HOSPEDAGEM:

Booking.com

PASSAGENS AÉREAS:

SEGURO VIAGEM:

PASSEIOS & TRANSFERS

RELACIONADOS:

+MAIS LIDOS:

Gostou do post?

Compartilhe usando os botões abaixo 😍