10 Coisas Incríveis para Fazer em Montreal no Inverno!
 Foto: Divulgação  Igloofest

Foto: Divulgação Igloofest

Não sabe o que fazer em Montreal no inverno?

Bem, se você é como a maioria dos brasileiros (as), deve estar realmente preocupado (para não dizer amedontrado) com a temperatura no Québec nessa época do ano. Normal!

Mas se o medo do frio está te impedindo de ir, talvez você possa começar lendo como se vestir ❄️

Se você lê esse blog há um tempo, sabe que ele é destinado as pessoas curiosas, que querem experimentar a vida em outros lugares. Simples assim..

Esse não é um blog para turistas regulares…

Turistas gostam de pontos turísticos! Lugares famosos, fáceis de ir, comfortáveis, com traduções em 5 línguas e se possível vendendo snacks como os de casa...

Então, se você tiver essa expectativa, eu não indicaria Montreal no inverno pra você! Vá no verão! É quase outro país..!

Mas se você é dos meus (e de repente até acabou de se mudar para o Québec) ou está indo fazer intercâmbio, fica o conselho: aproveite muito essa estação!

Porque quanto mais você fugir do inverno, mais ele vai te pegar! Huahuahua

A realidade é que quanto mais atividades outdoor você fizer, melhor vai se sentir…

Não sabe esquiar? Aprende. Não sabe o que é snowshoeeing? Experimenta.

Conselho da tia que morou 7 anos na área 😉…

 O parque Mont Royal te espera. Foto: Pixabay

O parque Mont Royal te espera. Foto: Pixabay

O que fazer em Montreal no inverno

1. Crosscrountry Ski no Parque Mont Royal

Um grande clássico!

Em Janeiro e Fevereiro, é comum ver gente carregando skis (ou snowboards) nas estações de metrô, e alguns doidos simplesmente esquiando pelas calçadas, como se nada fosse… (normalmente após uma grande tempestade de neve).

Mas se você faz parte do time dos “normais” mas só não vai com os doidos porque (ainda) não sabe esquiar, comece a treinar pelo parque da cidade.

É praticamente impossível você ser amigo de algum québécois e não ser convidado para o ski-de-fond. É uma das atividades mais típicas da área

Para quem não sabe, essa modalidade de ski (diferente do ski alpino) não depende de teleféricos para subir os picos.

 Ski de fond (cross-country ski), modalidade urbana. Foto: Pixabay

Ski de fond (cross-country ski), modalidade urbana. Foto: Pixabay

Como você pode notar na foto acima, nesse esporte seus calcanhares descolam do ski. E é você mesmo que se impulsiona morro acima…

Não tem a menor idéia?

Tudo bem! Você pode tentar fazer aulas no parque mesmo (consulte o site Les Amis de La Montagne). Você também poderá alugar o material diretamente no Mont Royal.

E se você der uma boa escaneada na web vai descobrir que o snowboard no parque durante o inverno é bem comum.

Mas só pra avisar, snowboard no Mont Royal é teoricamente proibido por lei...

Portanto, não tentem fazer isso em casa crianças 😏 (ha ha):

2. Ice skating

Patinar no gelo... olhando de fora parece tão fácil...

Pior ainda quando você vê crianças de 3 anos dando aquele show.

Mas tudo bem! Põe a tua cara (ou melhor, bunda) pra bater e vai.

Só vai!

Os lugares mais populares incluem o Beaver Lake (no parque Mont Royal) ou o rinque de patinação ao ar livre do Old Port.

Basta aparecer com seus patins de gelo, ou alugar no local. 

O Montreal Blog enumera todas as pistas, horários, e endereços!

Obs: Nível expert, vá até Ottawa percorrer os 8 Km do canal Rideau, o maior rinque de patinação outdoor do mundo!

Eu fiz a pista do Rideau algumas vezes mas nunca consegui me sentir tão à vontade quanto gostaria... enfim. A gente faz o que pode. 

 Ice skating no Old Port de Montreal. Um clássico!

Ice skating no Old Port de Montreal. Um clássico!

3. Snowmobile

Olhando pra trás, me arrependo de não ter ido mais vezes!

Na última vez em que fui havia nevado horrores e a quantidade de neve fresca era surreal!

Pena não ter fotos decentes do trajeto para mostrar pra vocês..

Apesar de alguns amigos terem afundando o snowmobile em alguns off-tracks (e deu muito trabalho para tirar) passamos um dia maravilhoso!

Vejam a situação embaraçante (foto da direita) e tentem evitar esse mico.. 😅

Acredito que o problema principal desea atividade seja o custo, já que não sai tão barato.

As opções são muitas, mas pra quem mora lá, existiam vários "Groupons" para comprar com antecedência.

Recomendo demais o de St. Agathe de Monts (Randoneige). O mais bacana desse lugar é que lá você não precisa de "guia" nem nada.

Você vai com seu grupinho de amigos, se compromete à seguir os tracks.. e pronto! 4 horas de diversão!

Alguns endereços:

4. Igloofest

Chamado de coldest music festival in the world pelos organizadores, essa "rave" rola todos os anos no Old Port de Montreal, e eu tive o (des) prazer de participar em 3 anos dos 7 em que morei na área.

Co-produzido pela mesma equipe do Piknic Electronik (que produz a versão verão, no Parc Jean Drapeau), o Igloofest começou em janeiro de 2007.

Hoje já são milhares de pessoas (leia-se loucos) todos os anos.

 Igloofest, versão 2009. Foto: Patti Neves

Igloofest, versão 2009. Foto: Patti Neves

Você pode conferir as datas, preços e line-up para o próximo no site oficial da Igloofest.

O prazer (ou o desprazer) vai depender basicamente de duas coisas: 

1. Da temperatura da noite em que você vai (normalmente de -15 à -30C) mas é bem raro que esteja mais que -10C.

2. Dos Djs que vão tocar (já peguei Diplo e Tiga mas também algumas performances chatas, longas e absolutamente desnecessárias).

O Igloofest acontece no meio de Janeiro, e vai até Fevereiro. São vários fins de semana!

Você pode comprar o passe ou ir nos shows avulsos.

O problema é seu HAHAHA … 😂

Ps. Digo problema porque você deve se informar como se manter quentinho. Como recomendado antes, não deixe de ler como se vestir adequadamente!

5. Alugar um chalet, ou ir à um spa!

Enquanto que alugar um chalet para você sozinho pode ser uma atividade extremamente cara, se estiver em grupo de amigos, tudo parecerá melhor.

Normalmente um chalet desse tipo comporta bem de 8-10 pessoas (são 4-5 quartos enormes em média), fora a sala de jogos, a imensa cozinha, a mega sala de TV…

Passar tempo em um chalet no Quebéc é umas dessas experiências que a maioria dos expats experimenta pelo menos uma vez (eu diria mesmo várias) ao longo dos anos em que estão morando em Montreal!

Equivale à você, caro amigo no Brasil, alugar uma bela casa de praia para ir com seus amigos no final de semana!

 Fiddler Lake. Photo:  Lyne Comtois

Fiddler Lake. Photo: Lyne Comtois

Normalmente equipados com jacuzzis outdoor, essa é uma excelente oportunidade para relaxar, fazer um pouco de snowshoeing, comer uma boa raclette e explorar o inverno como se deve!

Nosso preferido? O Fiddler, sem dúvida ♡

Reserve com antecedência!

 Com amigos no Fiddler. Foto: Patti Neves

Com amigos no Fiddler. Foto: Patti Neves

Mas se você estiver viajando sozinho, não desanime…

Em Montreal mesmo você poderá passar um dia maravilhoso em qualquer um dos inúmeros spas.

Entre as atividades disponíveis estão: sauna seca e à vapor, hamman (sauna úmida), massagens e muitos banhos borbulhantes!

 Bota Bota Spa, Foto: Ville.Montreal

Bota Bota Spa, Foto: Ville.Montreal

Sugestões:

O Bota Bota é o meu preferido por causa da vista, como você pode ver acima. Ele fica localizado em um barco, atracado no porto.

É o spa que eu aconselho para amigos visitando Montreal pela primeira vez.

Ps. Sim, esse branco todo entre a jacuzzi e a cidade = rio St. Laurent!

6. Passear com os cães de trenó

Julgados por algumas pessoas como atividade cruel, essa é uma tradição que remonta as origens dos países árticos em geral.

Não cabe à esse blog julgar do bem estar animal ou das condições em que vivem os cães, e se você tiver mente aberta suficiente, cabe à você, caro amigo leitor, aceitar, ou simplesmente IGNORAR essa atividade.

 Le Chenil du Sportif. Foto: David Mattatia

Le Chenil du Sportif. Foto: David Mattatia

Eu nunca realmente senti vontade de ir, portanto estou usando aqui as fotos e a experiência do meu companheiro, que experimentou (e não viu nada demais) no dog sledding proposto por um canil de Les Éboulements (QC).

A foto acima é no Le Chenil du Sportif.

Veja outras opções no site Quebec Original.

6. Atravessar a ponte de gelo Hudson-Oka

A ponte é aberta somente no auge do inverno, quando a camada de gelo que recobre o rio Ottawa se torna espessa o suficiente (30 cm, no mínimo) para aguentar o peso dos carros.

Na verdade a "ponte" consiste em um atalho de 2km entre as duas margens do rio.

O caminho se torna bem popular no inverno, pois muitos moradores usam o atalho para economizar até uma hora de direção entre os dois pontos. 

 Ice bridge Oka/Hudson

Ice bridge Oka/Hudson

A ponte é uma das atrações favoritas das famílias que querem experimentar a “emoção” de dirigir no gelo…

Nos fins de semana ela fica lotada, até por curiosos que vão por ali passear à pé mesmo…

A ponte geralmente abre em meados de Janeiro e fecha em meados de Março.

Cerca de 250 a 300 veículos usam a ponte de gelo por dia.

Preço: 6 CAD

Para mais informações, ligue: 450-458-2228

7. Esquiar à noite em Bromont

Bromont é um resort de ski localizado em (a-ham) Bromont, à cerca de 45 minutos de Montreal.

É o maior complexo esquiável iluminado da América do Norte.

Pra quem mora em Montreal, o ski acaba substituindo a gym, o happy hour e ainda serve pra botar o papo em dia com os amigos. Eu mesma saía do trabalho e já ia direto pra lá..!

A vantagem de Bromont é que o ski foge do padrão “turístico” de Mont-Tremblant.

Como atividade local, os preços são bem mais em conta pra quem está aprendendo à esquiar e precisa ir muitas vezes praticar.

Além de outras vantagens:

  • Todos os anos eles ofecerecem passes com mega desconto, válidos pra toda a temporada

  • Existem passes de 1 noite para quem está só visitando

  • O "Presque Tout Temps" é um passe perfeito para quem só vai esquiar depois do trabalho

  • Vira e mexe tinha balada no pub ao fechamento das pistas... 😎 

Bônus: Le Massif de Charlevoix 

 Nossa galera no Massif de Charlevoix. Foto: Patti Neves

Nossa galera no Massif de Charlevoix. Foto: Patti Neves

Agora, a real: Bromont não é a estação mais bacana do Québéc.

É a mais conveniente pra quem vai esquiar toda semana, por que fica perto de Montreal.

A estação mais cool do Québéc fica à 350 km de Montreal, e consiste de um slope com 806m descendo diretamente no rio St . Laurent ♡

Não parece muito alto - e não é mesmo, mas não se preocupe! A estação oferece inúmeras pistas diamond, double-diamond e afins, incluíndo backcountry ski (fora de pistas) para os experts.

 Final de tarde no Massif. Foto: Patti Neves

Final de tarde no Massif. Foto: Patti Neves

A vista do rio é mará, e dependendo de quando você vai, poderá vê-lo mais (ou menos) congelado.

Compensa alugar um chalet na área, passar o fim de semana e unir o útil ao agradável.

Fica inviável fazer um bate e volta no mesmo dia.

 Massif de Charlevoix.  Trail Map

Massif de Charlevoix. Trail Map

E mudando de pato pra ganso, se o teu sonho de consumo for realmente esquiar em uma estação top de linha no Canadá, não deixe de ler aqui as melhores dicas sobre Whistler.

9. Catski

Dica para snowboarders or skiers experts, o catski leva a galera pra bem longe das estações, em colinas onde não existem pistas de ski propriamente ditas.

Eu particularmente não costumava ir, mas meu companheiro ia regularmente, e pra quem tem a moral de fazer backcountry ski, é um prato cheio.

O catsking significa basicamente pegar carona em um snowcat, que vai te levar pra cima da montanha… (lá onde não existem teleféricos)

 Snow cat no Massif du Sud. Foto: David Mattatia

Snow cat no Massif du Sud. Foto: David Mattatia

Depois é só descer feliz, deslizando abaixo pelo wild side...

As habilidades necessárias para essa prática incluem: ter ótima coordenação para desviar de pedras e obstáculos, a capacidade de sair facilmente de alguns buracos (mesmo quando você acaba literalmente enterrado na neve) e a boa vontade de dispensar aquela cervejinha básica no pub à cada 2-3 horas…

Não! Não tem pub nem chalezinho pra se esquentar! Lembre-se das temperaturas médias de -15C (Jan/Fev) e vá por sua conta e risco!

Se o catski te interessar, você pode começar pelo catski safari no Massif du Sud!

 Snowcat track. Foto: David Mattatia

Snowcat track. Foto: David Mattatia

10. Ice fishing

Consiste em observar pessoas que pescam naqueles buraquinhos no gelo (pois é..)

Talvez só te sirva para colocar um check na sua bucketlist, mas antes de me mudar pra Montreal, eu confesso que nunca tinha visto… 👀

Em Montreal, você poderá facilmente observar a atividade de pesca anual que acontece no rio St. Laurent (Old Port)

No site do Québéc Original você acha uma lista de todos os lugares onde a atividade acontece!

E boa sorte pra achar minhoca…😆

Leia também:

Montreal no inverno: tudo o que você precisa saber!

 Ice fishing. Photo:  Quebec Orginal

Ice fishing. Photo: Quebec Orginal

Gostou do post? Deixe um comentário!

Para salvar este post no Pinterest:

10 coisas incríveis para fazer em Montreal no inverno.png

Quer receber mais dicas do Unicórnio Viajante?