O Que Fazer Em Bali: Guia Definitivo

Nusa Penida. Foto: Patti Neves

Nusa Penida. Foto: Patti Neves

Há alguns anos vivendo no Sudeste Asiático, confesso que tivemos que ir até a ilha dos deuses por 6 vezes para realmente descobrir tudo o que havia para fazer em Bali.

E sempre que algum amigo entrava em contato para perguntar "onde ficar em Bali" ou pedir "um roteiro pra Bali", eu nunca sabia como responder.

Como é que um lugar tão pequeno pode ser tão complexo? 

A primeira pergunta que me vem ao espítito é:

O que você espera fazer em Bali?

Visitar templos? Ir à praias exóticas? Fazer baladas?

O que fazer em Bali vai depender de tuas prioridades. Existe um lugar para cada tipo de viajante, dependendo do interesse pessoal.

Segundo ponto: quanto tempo você tem disponível para sua viagem à Bali?

Se você ainda não sabe, não tem problema, vamos tentar desembolar as idéias...

Vem aqui que a gente te ajuda. Foto: David Mattatia

Vem aqui que a gente te ajuda. Foto: David Mattatia

O que fazer em Bali: planejar várias estadias!

Em uma situação ideal você terá tempo (e grana) suficiente para reservar diferentes hospedagens em várias partes da ilha. 

Isso significa arrumar/desarrumar sua mochila a cada 2-3 dias em média. Você também vai precisar de um meio de transporte (scooter, 4x4 ou van).

Se você não puder ficar muito tempo na ilha ou se quiser passar somente 2 ou 3 dias em Bali, continue lendo nosso guia para encontrar o local que mais combine com a sua personalidade.

Como se locomover em Bali?

Para começar, verifique se o hotel que você reservou faz o serviço de pick-up no aeroporto. Isso evitará surpresas desagradáveis com táxis e despesas exageradas logo na chegada.

Grab e Gojek funcionam por lá também (alternativas do Uber), portanto seria interessante baixar o aplicativo.

Uma vez instalado no seu hotel, você poderá alugar uma scooter para fazer os arredores por conta própria.

A mão é inglesa e o trânsito de Bali é bem caótico, portanto eu não aconselharia essa opção se você tem pouca prática de pilotagem.

Como alternativa, nosso parceiro Get Your Guide também vende o serviço de motorista para 5 pessoas por até 10h de duração, e você pode escolher o itinerário!

GUIA DE BALI POR REGIÃO

1. Ubud

TEMPLOS, CAMPOS DE ARROZ, VIDA CULTURAL

Recomendado para iniciantes, o local ficou ainda mais popular depois do filme de Julia Roberts (comer, amar e rezar) o que significa que a infra estrutura do local é bem turística, super desenvolvida, com centenas de villas, bangalôs, restaurantes e espetáculos culturais. 

Alguns dos mais interessantes templos de Bali (pura, em balinês) ficam nessa região e podem ser encontrados com pouco esforço.

Como desvantagem, espere multidões de turistas na área.

Normalmente 3-4 dias são suficientes para cobrir o básico na região de Ubud.

Pura Taman Saraswati, Ubud. Foto: David Mattatia

Pura Taman Saraswati, Ubud. Foto: David Mattatia

O que fazer em Bali: Ubud (e arredores)

  • Monkey Forest

  • Ubud Palace

  • Balinese dance ou Kecak (programação aqui)

  • Arrozal Tegalalang

  • Pura Taman Saraswati 

  • Pura Gunung Lebah

  • Tirta Empul Temple

Meninas no templo Tirta Empul, Bali. Foto: Patti Neves

Meninas no templo Tirta Empul, Bali. Foto: Patti Neves

A vida ao redor dos templos em Ubud pode variar de uma calma absoluta à simplesmente infernal (como no Tirta Empul), na foto abaixo.

As fotos foram tiradas em anos e ocasiões diferentes. A dica é evitar grandes feriados e comemorações religiosas.

Há bastante “migração” de pessoas nessa época, incluindo nossos queridos expats vindos de Singapura (oups…)

Feriado no Tirta Empul, Bali. Foto: David Mattatia

Feriado no Tirta Empul, Bali. Foto: David Mattatia

E se o seu negócio for realmente procurar a paz, a Bruna, do Expressinha escreveu um excelente post falando sobre yoga, meditação e massagem em Ubud.

Você também pode poupar tempo, dor de cabeça e correria reservando seus passeios no blog com nossos parceiros.

Onde ficar em Ubud

O céu é o limite com os gastos em resorts, mas a boa notícia é que é possível ser feliz em qualquer faixa de preço!

Como já é de praxe, eu sempre coloco no blog as opções baseadas no melhor custo-benefício por categoria baseada em reviews, distância do centro e comodidades.

Para cada perfil de viajante, estabelecimentos classificados como "ótimos à soberbos":

Nas nossas andanças, experimentamos um pouco de tudo, mas as opções intermediárias que aconselhamos em Ubud são: 

Airbnb Desa Sanctuary (pegue nosso cupom para ganhar até 178 R$ aqui) ou a Villa Cilinaya onde é possível ter sua própria piscina a preços decentes. 

Hanging Gardens Bali em Ubud, Foto: Divulgação

Hanging Gardens Bali em Ubud, Foto: Divulgação

2. Munduk

CACHOEIRAS, TEMPLOS E A REGIÃO DOS LAGOS

À primeira vista essa opção parece um pouco menos turística do que a primeira, no entanto essa região recebe um grande público local.

É a escolha número 1 de quem quer fazer treks curtos também. As cachoeiras são OK mas não espere entrar na água. Aconselhamos a viajar pelos lagos em dias de semana. 

Normalmente 2 dias inteiros na área são suficientes.

O que fazer em Bali: Munduk (e arredores)

  • Pura Ulun Danu Bratan

  • Pura Ulun Danu Buyan

  • Air Terjun Munduk

  • Golden Valley Waterfalls

Pura Ulun Danu Bratan em Bali. Foto: Patti Neves

Pura Ulun Danu Bratan em Bali. Foto: Patti Neves

O lago Tamblingan é na verdade uma caldeira vulcânica situada ao sopé do Monte Lesung na região de Munduk. 

Impossível fazer uma road trip pela região sem topar com algumas bizarrices.

Não deixem de parar nos pontos de vista para fotografar. Eles estão indicados nas estradas!

Raposas-voadoras em Tamblingan, Bali. Foto: Patti Neves

Raposas-voadoras em Tamblingan, Bali. Foto: Patti Neves

Onde ficar em Munduk:

Estabelecimentos classificados como ótimos à soberbos nessa área:

Da última vez ficamos no Lesong Hotel.

O local é muito charmoso e bem calmo, localizado no meio de uma plantação de arroz. Eles também tinham scooters à disposição.

3. Seminyak - Canggu

AGITO, BALADAS E PRAIAS

Toda a faixa de litoral que se estende da praia de Seminyak até Canggu representa a principal área de balada em Bali. 

Legian beach em Seminyak é a segunda área mais popular da ilha, logo após Kuta (o maior centro comercial da ilha).

Pra ser sincera, não é muito a minha praia, não porque não curto balada, mas por causa da superlotação geral e das praias "sem nada demais". 

Já Canggu inclui diferentes praias de areia escura de origem vulcânica que atraem surfistas do mundo inteiro.

É a área mais descolada e também a preferida dos expats que lá moram. Além do surf, há também campos de arroz e uma invasão de cafés hipsters.

Csnggu beach, Bali. Foto: Patti Neves

Csnggu beach, Bali. Foto: Patti Neves

O que fazer em Bali: Seminyak - Canggu

  • Beach clubs (Potato Head, Ku De Ta )

  • Tanah Lot Temple (1 hora à norte de Seminyak)

  • Petitenget Temple

  • Restaurantes de frutos do mar em Jimbaran

Por do sol em Tanah Lot, Bali. Foto: Patti Neves

Por do sol em Tanah Lot, Bali. Foto: Patti Neves

Onde ficar

Estabelecimentos classificados como ótimos à soberbos nessa área:

Nós fomos com um grupo de amigos para o Pearl em Legian, e apesar do hotel ser bem bacana e a comida deliciosa (os proprietários são franceses) não curtimos o ambiente da praia.

Mas teve quem gostou. Gosto é coisa pessoal.

Fim de tarde em Tanah Lot, Bali. Foto:Patti Neves

Fim de tarde em Tanah Lot, Bali. Foto:Patti Neves

4.  Bukit Peninsula 

(Uluwatu, Ungasan, Nusa Dua)

PRAIAS, RESORTS, PRAIAS, RESORTS…

Essa extensa área ao sul da ilha é conhecida por ser o destino preferido de 99 entre 100% dos casais em lua de mel ou de famílias com crianças, ou seja, a galera que não está querendo correr riscos.

Também pudera, nessa área se concentram finalmente as melhores praias para quem ficar só na ilha de Bali. 

As pequenas guesthouses se concentram perto dos points surfistas como Bingin e Uluwatu, enquanto que os maiores resorts podem ser encontrados em Jimbaran, Ungasan e principalmente, Nusa Dua.

Fonte: Wikimedia Commons

Fonte: Wikimedia Commons

O que fazer em Bali: Uluwatu (e arredores)

  • Uluwatu Temple

  • Kecak Dance no Uluwatu (veja abaixo)

  • Sundays beach club

  • Rock Bar at Ayana Resort

  • Balangan beach

  • Dreamland beach

  • Padang-padang beach

  • Nyang-nyang beach

Aconselho bastante o tradicional Kecak na região, você pode evitar a dor de cabeça comprando antecipadamente.

E se você não sabe o que é Kecak, escrevi mais sobre isso no post abaixo:

Uma idéia é fazer o passeio para assistir o por do sol de cima do penhasco do templo de Uluwatu, assistir o Kecak lá e depois sair para jantar frutos-do-mar em Jimbaran.

Este passeio aqui inclui tudo isso no itinerário, incluindo o transporte, mas você paga o restaurante separadamente, claro.

Outra dica:

Muitos blogs (em inglês) se referem às praias dessa região como as melhores praias secretas de Bali.

E de fato, se você não pretende tomar o ferry para as ilhas adjacentes, essas são suas melhores escolhas, mas de secretas elas não tem nada.

As melhores praias “secretas” na minha opinião ficam em Penida e em Lembongan, se é que podemos usar essa palavra sem cair no ridículo.

Se você já está vindo de outras regiões, 3-4 dias nessa área são suficientes.

Onde ficar em Uluwatu

Estabelecimentos classificados como ótimos à soberbos nessa área:

Sundays Beach Club. Foto: Divulgação

Sundays Beach Club. Foto: Divulgação

Nusa Dua

Situada do lado leste da península, Nusa Dua é a região onde se concentram os grandes resorts  internacionais (Club Med, Sofitel, The Westin), entre outros. 

Escolher esse tipo de alojamento standard é com certeza a alternativa mais prática para quem está com crianças e não quer esquentar muito a cabeça, mas tenha em mente que o local é praticamente uma zona hoteleira.

Culturalmente falando, o centrinho local, para inglês ver,  já deixou mais de um decepcionado, portanto não espere muito. 

Estabelecimentos classificados como ótimos à soberbos nessa área:

5. Nusa Penida

PRAIAS ESPETACULARES, NATUREZA, SNORKELING E MANTAS RAYS

Se você não se importa de viajar em estradas completamente destruídas, um pulo até Penida pode finalmente revelar o lado roots que você estava procurando em Bali.

Para chegar até Penida você precisará ir até Sanur e de lá pegar o ferry.

Sanur é um trecho de praia costeira a leste de Denpasar, no sudeste de Bali. O porto de Sanur é meio fora de mão, mas se você conseguir chegar até lá por conta existem diversas companhias que fazem a travessia de ferry e você pode escolher a mais conveniente aqui.

Se você estiver sem tempo de ir com o ferry acima (opção mais barata) existem lanchas que partem diretamente de Bali:

Claro neste caso específico você não estará economizando dinheiro, mas com certeza estará economizando tempo (como sempre, você paga a mais pela comodidade).

O que fazer em Bali: Nusa Penida

  • Atuh Beach

  • Kelingking Beach (T-Rex)

  • Broken Beach

  • Angel's Billabong

  • Manta Ray Point

  • Peguyangan Temple & Waterfall

Casinha da árvore em Nusa Penida. Foto: David Mattatia

Casinha da árvore em Nusa Penida. Foto: David Mattatia

Mais tarde vou escrever um post mais detalhado sobre Nusa Penida (algumas praias acima exigem hiking), mas por enquanto estou postando só essa listinha básica.

Fiquem à vontade para tirar dúvidas nos comentários.

Nós escolhemos passar uma noite na casa da árvore, e para chegar lá você precisa fazer um trek de 10 min pirambeira abaixo (dá para ver bem a descida no penhasco).

Se você resolver dormir por lá, leve tudo o que levaria para um camping (lanterna, repelente, etc) pois na casinha só existe uma cama simples de casal e o banheiro fica fora.

Também evite esquecer água potável, fazer o trek de volta naquele calorão só pra ir tomar água lá encima não rola.

Penhasco em Penida. Conseguem ver as casinhas? Foto: Divulgação

Penhasco em Penida. Conseguem ver as casinhas? Foto: Divulgação

Sinceramente, com uma vista dessas, não precisa muito luxo na casinha, já que da nossa varanda era possível ver manta-rays e golfinhos, mas claro que há quem não se contente "só" com isso.

Portanto, não recomendo a casinha da árvore para os frescos de plantão!

Optamos por passar as outras 2 noites em uma villa na região de Crystal Bay por uma questão de praticidade, afinal queríamos fazer o trek para descer a praia do T-Rex (Kelingking), e conseguir ter mais tempo para aproveitar dos outros picos.

Idealmente eu diria que Nusa Penida se faz em 3-4 dias inteiros, no mínimo.

Eu gostaria de ter ficado mais, pois adorei o lado roots que quase não se vê em Bali.

Casinha da árvore em Nusa Penida, Bali. Foto: David Mattatia

Casinha da árvore em Nusa Penida, Bali. Foto: David Mattatia

Onde ficar em Nusa Penida

Abaixo, a villa em que ficamos próximo à Crystal Bay (Bintang Bungalow), provando que também existe infra-estrutura bacana na ilha.

Única decepção foi o WI-FI capenga, mas enfim, parece ser um problema generalizado. 

Fomos jantar duas noites no Coco Resort e recomendamos também.

Bintang Bungalow em Nusa Penida. Foto: Patti Neves

Bintang Bungalow em Nusa Penida. Foto: Patti Neves

Se vocês usarem os links do meu blog para reservar a estadia, vocês pagam exatamente a mesma coisa do que se reservarem no Booking.com.

A diferença é que no meu blog vocês estarão recebendo uma mega pontuação de karma positivo, pois estarão recompensando meu trabalho. 😘

O booking nos paga uma pequena comissão sobre os hotéis que recomendamos! 

O Unicórnio Viajante está sempre publicando sobre o Sudeste Asiático:

Para salvar o post no Pinterest, clique no Pin:

O que fazer em Bali: guia definitivo!

O que fazer em Bali: guia definitivo!

 

PARCEIROS ♡

Se você comprar algo usando os links do blog, eu ganho uma pequena comissão, sem nenhum custo extra para você!

HOSPEDAGEM:

Booking.com

PASSAGENS AÉREAS:

SEGURO VIAGEM:

PASSEIOS:

RELACIONADOS:

MAIS LIDOS:

Gostou do post?

Compartilhe usando os botões abaixo 😍