Bahamas, Onde Ficar

Exuma Cays, Bahamas. Foto: Patti Neves

Exuma Cays, Bahamas. Foto: Patti Neves

Bahamas, onde ficar…?

Com centenas de ilhas paradisíacas, essa é certamente a questão que não quer calar, principalmente se você quiser nadar com os porquinhos das Exumas ou com famosos tubarões da área.

Mas antes de mais nada:

Bahamas oferece centenas de ilhas à serem exploradas, mas a maioria da galera acaba sempre na capital Nassau, de preferência em um resort bem turístico…

Mas você não precisa fazer como todo mundo!

O melhor jeito de ver o país (e os porcos nadadores) é tentar fugir de excursões e viajar de maneira independente….

Talvez a conexão em Nassau seja inevitável, mas vá por mim… tem lugar muito melhor para visitar nesse lindo arquipélago... 😎

As dicas para chegar à ilha dos porquinhos estão no final deste post!

Mas onde ficar nas Bahamas?

Onde ficar nas Bahamas é uma questão bem pessoal que vai de acordo com as suas expectativas (aventura e scubadiving para o perfil mais explorador) ou um esquema mais família (do tipo resorts e playgrounds) para os casais viajando com crianças.

Abaixo eu faço um resuminho do que encontrar em cada ilha, com opções de alojamento para cada nível de viajante.

Mais abaixo entro em maiores detalhes sobre as Exumas, ao meu ver, o melhor local para viajantes independentes e casais em busca de sossego.

As setecentas ilhas das Bahamas. Crédito:  Bahamas.com

As setecentas ilhas das Bahamas. Crédito: Bahamas.com

New Providence (Nassau)

A ilha mais turística e populosa, onde se localiza a capital Nassau, destino de muitos cruzeiros que saem de Miami. É lá onde ficam os mega-resorts, sonho de consumo de muitos brasileiros.

As praias são frequentadas pelo típico turista classe média família mas a coisa pode ficar pesada na época do spring-break (páscoa) onde estudantes de colégios e universidades norte-americanas viajam para quebrar tudo.

Desta forma, se você estiver procurando sombra e água fresca, talvez Nassau não seja o lugar mais adequado 😅

No resto do ano o esquema é família.

Opções de alojamento em Nassau

Splurge: Entre US$ 250 à 500/diária

Backpacker & Mid Range: Entre US$ 55 à 120/diária

Obs. Os valores apresentados neste artigo são médias e variam para mais ou para menos, dependendo da época do ano.

Grand Bahama (Freeport)

Menos conhecida dos turistas, inclusive dos norte-americanos, é a ilha onde se situa Freeport.

A muvuca é um pouco menor do que em Nassau, portanto o destino chama a atenção de quem quer passar um tempinho mais relax, ainda que não totalmente isolado…

Opções de alojamento em Freeport:

Fancy: Entre US$ 150 à 300/diária

Backpacker & Mid Range: Entre US$ 65 à 175/diária

Bimini (Alice Town)

Bimini Norte, Sul e Leste apresentam lindas ilhotas privadas e algumas desabitadas.

Antigamente era o refúgio de quem queria fugir de Nassau (o vôo é de apenas 30 minutos)…mas a chegada de alguns resorts encareceu o local que antes era low key e garantia de sossego.

Da última vez que procuramos não havia realmente opções “backpacker” em Bimini. As opções abaixo saem em torno de US$ 200/diária.

Opções de alojamento em Alice Town:

Exumas (Georgetown):

Composta pelas principais ilhas: Great Exuma e Little Exuma e as fantásticas Exuma Cays.

Sem dúvidas as ilhas mais paradisíacas das Bahamas! Todas as fotos abaixo foram tiradas lá…

E se você chegou até aqui porque queria saber onde se hospedar para poder nadar com os porquinhos está no lugar certo. Exumas é o lugar!

Banco de areia mágico em Exumas! Foto: Patti Neves

Banco de areia mágico em Exumas! Foto: Patti Neves

Porque ficar em Great Exuma?

Great-Exuma é a escolha mais lógica se você quiser alugar um local tranquilo, sem multidões e com fácil acesso para as Exuma Cays (que são o highlight de qualquer viagem às Bahamas).

Great Exuma pode servir de base para os passeios bate-e-volta de um dia para qualquer uma das cays.

O que você vai encontrar nas cays (além de bancos de areia e ilhas desabitadas):

  • Mergulho (Scuba diving) sensacional

  • Possibilidade de alugar casas ou ficar em Bed & Breakfast locais (e não somente Resorts)

  • Poder fazer teu próprio roteiro, sem depender de “pacotes turísticos”

  • Evitar as multidões de excursões ou cruzeiros

  • Nurse Sharks, Iguanas, e claro, os já consagrados Porquinhos Nadadores!

Big Major Cay, Bahamas. Foto: Patti Neves

Big Major Cay, Bahamas. Foto: Patti Neves

Como chegar às ilhas Exumas:

É só comprar um vôo low cost à partir de Miami diretamente para George Town (GGT).

Não há vôos direto do Brasil, mas caso você esteja vindo de lá, é possível fazer uma conexão em Nassau e de lá voar para George Town (Great Exuma).

É possível também voar direto de Nassau para Staniel Cay, mas aconselhamos George Town pois oferece mais variedade no quesito alojamento.

Se não souber como comprar as passagens sozinho, vá até o post Como Viajar Barato desse mesmo blog e comece a aprender a usar Skyscanner.

Se você estiver no Canadá ou em qualquer parte dos States a operação fica ainda mais fácil (são 6 horas de vôo de Montreal, por exemplo), e é possível chegar a George Town sem nem ao menos passar por Nassau.

Praia em frente ao nosso B&B em Hoopers Bay. Foto: Patti Neves

Praia em frente ao nosso B&B em Hoopers Bay. Foto: Patti Neves

Onde ficar em Great Exuma:

Nós ficamos em um B&B em Hoopers Bay (George Town) mas infelizmente ele não estava mais operando final de 2018.

Pagamos em torno de US$ 150 a diária do bungalow, com quarto, banheiro e mini-cozinha (tipo kitchenette, mas no térreo) com jardim dando acesso à praia.

A praia de frente ao bungalow era praticamente deserta em Dezembro (foto acima). Dava até pra nadar pelado (e deu) ha ha… por isso recomendo dar uma olhada nesta área antes de se decidir.

Se você for à Exumas na época do Natal, não deixe de assistir ao Junkanoo, a festa nacional típica de George Town (24 Dezembro)!

Junkanoo, festival nacional das Bahamas. foto: Patti Neves

Junkanoo, festival nacional das Bahamas. foto: Patti Neves

Estivemos em Hoopers Bay nessa época e se você fizer como nós, encontrará o país muito tranquilo, já que a maioria dos turistas (AKA: americanos) estarão de volta aos US pra passar as festas de fim de ano.

Só não espere fogos ou o Papai Noel. Natal no Caribe é bem família mesmo, não tem nada na rua.

Nós quebramos o galho jantando em um restaurante fancy na noite do 25 Dez mas éramos praticamente os únicos clientes e as 11pm o restaurante já estava fechando!

Opções de hotel em Georgetown:

Tenha em mente que Great Exuma não é o lugar mais mochileiro da terra. Não existem hostels na ilha, então a escolha para mochileiros é mega limitada. No entanto é fácil alugar casa ou bungalow, como fizemos.

Backpacker:  Island Time Villas - de 90 à 150 US$ / diária

Midrange:  Club Peace and Plenty Hotel diária em torno de 200 US$

Splurge: Sandals Emerald Bay Golf Tennis & Spa à partir de 500 US$

Eu e um dos porquinhos. Foto: David Mattatia

Eu e um dos porquinhos. Foto: David Mattatia

Como visitar os porquinhos nadadores?

Os porcos nadadores caíram na grande mídia por volta de 2013.

Tivemos a sorte de visitar antes do grande boom, e achamos o local muuuito tranquilo.

Mas acho importante repetir que visitamos Exumas na semana do Natal, e provavelmente estar navegando pelas cays no dia 25 de Dezembro foi um fator essencial!

Agora que você já sabe onde ficar nas Bahamas para conseguir ver os porquinhos nadadores, leia nosso post completo:

Como Nadar com os Porquinhos das Bahamas!

Quem resiste aos porquinhos das Bahamas? Foto: Patti Neves

Quem resiste aos porquinhos das Bahamas? Foto: Patti Neves

Melhor época para ir à Bahamas:

No verão (Dez-Mar), as Bahamas atingem temperaturas de até 35 C.

Embora as praias estejam mais cheias (principalmente Nassau), a melhor temporada vai de Novembro à meados de Abril.

Como disse acima, estivemos na última semana de Dezembro, e foi sensacional!

A temporada de “risco” de furacões vai de julho a outubro.


Se você achou esse post útil, poderia compartilhá-lo?

Eu sei que a maioria das pessoas não compartilha porque acha que a sua "minúscula" participação, não vai fazer diferença.

O triste é que todo mundo pensa igual, e como resultado, boas informações acabam NÃO sendo distribuídas na net.

A verdade é que trabalhamos horas a fio, pesquisando, escrevendo, editando fotos, para dividir com vocês, gratuitamente, as nossas experiências mais preciosas.

Então muito obrigado pelo seu apoio, querido leitor 😎

ALGUMAS SUGESTÕES:

certificate.png

Pine!

Eu até fiz até esse lindo pin para você colocar no Pinterest!

Ou:

  • Compartilhe no Facebook

  • Compartilhe no Twitter

  • Mande por Email à seus melhores amigos!

Não vai te tomar mais de 10 segundos do seu tempo... 

Qualquer boa ação da tua parte, ajudaria muito com o crescimento do blog!

Os botões de compartilhamento estão bem aqui (abaixo) ⬇️