O Que Fazer Em Singapura: 5 Festivais Incríveis

Após 3 anos morando aqui, confesso que começamos a achar muito curioso (e até engraçado) a quantidade de turistas que passam por aqui dizendo: não tem nada pra fazer em Singapura 😅

Claro! Como é que as pessoas que chegam aqui viradas, com o fuso de ponta cabeça, e que ficam menos de 48h no país, querem ver alguma coisa??

Assim fica difícil minha gente!

 Laneway Festival. Foto: Patti Neves

Laneway Festival. Foto: Patti Neves

Existem mil coisas pra fazer em Singapura e se você quiser escapar de atividades "turistas" e se conectar com outros moradores da cidade-leão, participe do nosso grupo Facebook Viajantes no Sudeste Asiático

Eu mesma administro o grupo, que conta com vários expatriados e viajantes na área nesse exato momento.

O Que Fazer em Singapura

5 Festivais Interessantes

Uma das qualidades mais incríveis de Singapura é a tolerância cultural e religiosa.

Quem mora aqui sabe como é tranquilo poder passar a manhã na praia, tomar um drink em pleno bairro muçulmano no final da tarde (vestindo um shortinho), e em seguida assistir um festival hindu mais pro final da noite.

Mas nem só de diversidade religiosa vive Singapura. 

A cidade do leão também oferece festivais de música Indie e Eletrônica, mas por alguma razão as pessoas de fora não conseguem ver mais do que uma cidade de pedra sem coração.

Então chega de blá blá blá e veja aqui alguns dos nossos eventos preferidos:

1. Thaipusam

O festival hindu mais interessante da cidade ocorre sempre durante a lua cheia do décimo mês do calendário Tamil (Janeiro/Fevereiro).

Fora de Singa, ele também é celebrado no Batu Caves (Malásia), Sri Lanka e na Índia (onde tudo começou). Aqui, a tradição foi trazida pelos indianos de Tamil Nadu que vieram fazer fortuna na cidade.

A data homenageia o deus Murugan, filho de Shiva, o deus da destruição (aquele que usa peles de pantera e dreadlocks).

A post shared by Jay Lee (@jayleecs) on

Porque ir?

Se você sempre sonhou em ver pessoas entrando em transe, fazendo piercings extremos (tipo espadas atravessando o rosto ou frutas penduradas no corpo), esse festival é para você.

Para aumentar a dor da penitência os devotos de Murugan também podem ser vistos carregando pesadas estruturas metálicas chamadas Kavadis.

E eles cantam, dançam, tocam tambores e saem pela cidade com acessórios quase carnavalescos.

Mas, se você ainda não está convencido de que precisa ir, leia mais detalhes aqui sobre o Thaipusam, afinal o festival não é para todo mundo.

Onde: Sri Srinivasa Perumal temple (Farrer Road MRT), 397 Serangoon Road, 218123.

Veja aqui: itinerário completo e horários

Ps. Se preferir um festival Hindu mais light, sem extremos sacrifícios, outra coisa super interessante para fazer em Singapura é participar do Deepavali (o festival das luzes).

Veja o programa aqui.

2. The Laneway Festival

Faça chuva ou faça sol, todos os anos uma galera se junta no The Meadow, Gardens by the Bay, para curtir o St Jerome's Laneway Festival.

O festival que se originou em Melbourne, Austrália, em 2005, comprovou de forma consistente que boa música ao vivo é resistente as intempéries. 

O evento anual ao ar livre acontece geralmente em Janeiro/Fevereiro.

Porque ir?

Se você é fã de música indie, ou simplesmente quer descobrir como é fazer uma balada local de 12 horas na "sombra" do Marina Bay Sands. 

Onde: The Meadow, Gardens by the Bay, 18 Marina Gardens Dr, Singapore 018953

Veja aqui: line-up completa e horários

3. Garden Beats

(The electronic picnic festival)

Apresentações locais e internacionais ocupam o palco do Fort Canning na versão local do consagrado piquenique eletrônico (Barcelona, Montreal).

Digamos que por aqui ele é um “pouquinho” diferente.

Em Singa a galera aparece literalmente com esteiras, chapéus, toneladas de protetor solar e claro, petiscos, coisa proibida na maioria dos festivais. 

O negócio é relaxar e curtir a natureza, no festival mais “laid back” da cidade.

Quando? 

Em 2018, o evento aconteceu em Março

Onde: Fort Canning Park. The closest MRT stations are Fort Canning Station (Exit B) or Dhoby Ghaut Station (Exit B).  

Veja aqui: line-up completa e horários 

4. The Mid-Autumn Festival (Festival do Meio de Outono)

No fim da safra de outono, o Mid-Autumn Festival é tradicionalmente o momento chinês para dar graças.

O festival coincide com a época do ano em que a lua está mais brilhante, por isso os petiscos da época são chamados “mooncakes”. 

A lenda conta que os mooncakes ajudaram a libertar a dinastia Yuan (chinesa) do governo mongol passando mensagens escondidas nos doces.

Nós recomendamos o “fancy” snowskin trufa de champanhe e chocolate branco do Raffles Hotel.

Toda vez que chega essa época do ano eu acabo descontrolando e engordando uns quilinhos hehe. De passagem por aqui, não deixe de provar!

Onde: Durante essa época do ano, vários outros eventos interessantes acontecem na cidade e podem ser encontrados no site oficial do evento

5. Geylang Serai Ramadhan Bazaar

O mercado começa um mês antes de Hari Raya (Eid al-Fitr) e tradicionalmente vende petiscos Malaios e do Oriente Médio.

Na verdade, o bazar é um negócio mega barulhento com músicas festivas explodindo nos alto-falantes e proprietários de barracas gritando as últimas promoções de tapetes.

O melhor horário pra quem quer sossego é durante o dia, já que assim que escurece as pessoas que jejuam aparecem todas para comer ao mesmo tempo.

Porque ir?

Nesses últimos anos se viu uma explosão de novas tendências, principalmente comidas (bem loucas, diga-se de passagem) acusadas de “hipsterização”.

Outras iguarias mais tradicionais, acabaram transformadas em mutações que até os locais tem dificuldade de reconhecer, mas certamente fazem todo mundo sorrir. 

Alguns exemplos: chili crab churros (churros de carangueijo apimentado) e pokerritos (deixo vocês imaginarem o que é).

A post shared by WORD. (@word._cafe) on

Quando? Datas variam todos os anos. O mercado fecha no fim do feriado de Hari Raya. O jeito é acompanhar o calendário da cidade.

Onde: Paya Lebar MRT, Geyland Road, entre a Haig x Onan Road

BÔNUS - O endereço mais cool da cidade:

Arab Street

Bairro hipster e muçulmano (sim, provavelmente o único do mundo reunindo essas duas características).

Lá você vai encontrar grafites, boutiques “trendy’ e a linda mesquita Masjid Sultan nos arredores, para um efeito de “wow, mil e uma noites na Ásia”!

E ainda tem restaurantes e cafés para relaxar, em meio a tapeçarias e artigos do Meio Oriente. 

A post shared by Kristy (@kthib123) on

Procurando direitinho, se acha de tudo. Eu particularmente amo essas luminárias da Turquia:

A post shared by Rahul Baxi (@baxirahul) on

Finalmente, tem tanta coisa legal por lá que fica difícil fazer caber tudo em um só post. Quem tiver Instagrams bacanas da área e quiser promover aqui (free) é só entrar em contato. A gente só mostra o que for bacana, combinado?

Para salvar este artigo no Pinterest é só clicar no Pin da imagem abaixo:

singapura-festivais.png

Alguns links neste post são links afiliados.

Isso significa que se comprar algo no blog, eu ganho uma pequena comissão, sem nenhum custo extra para você!

  Seu apoio me ajuda a manter o site funcionando!

♡ 

Gostou das dicas? 

Compartilhe!