Como Viajar Barato?

Muita gente sempre reclamando que não tem grana para viajar. Então como viajar barato?

Além de cortar os supérfluos de uma agência de viagem, saiba que viajar é uma prioridade de vida e não um luxo. Você precisa aprender como fazer as escolhas.

Sim! Porque viajar é uma questão de ESCOLHA.

Tudo o que você precisa é de coragem para abandonar suas desculpas (e talvez abdicar daquele iPhone X)...?

 Casinha em Bali. Custo: US$20/pessoa. Foto: Patti Neves

Casinha em Bali. Custo: US$20/pessoa. Foto: Patti Neves

Como Viajar Barato?

Organize você mesmo as tuas viagens! 

TUDO o que você precisa: um vôo + acomodação + idéias do que visitar.

1. Saiba pesquisar os vôos:

Uma viagem barata começa com vôos baratos e para isso existem os buscadores, que mostram as opções de todas as companhias, comparando os preços dos vôos para você.

OBS: faça sempre sua pesquisa usando "private browsing" dessa forma você poderá evitar que as companhias aéreas subam os preços de acordo com a demanda.

Outro segredo para viajar barato é escolher as datas certas (veja mais abaixo)…

 Yangon Airways. Se até os elefantes voam, porque você não pode? Foto: Patti Neves

Yangon Airways. Se até os elefantes voam, porque você não pode? Foto: Patti Neves

2. Encontre a melhor época para comprar os bilhetes

Se você estiver usando algumas dessas ferramentas de pesquisa geral (ex Skyscanner), basta selecionar *whole month* ou *whole year* ao invés de escolher uma data fixa = dessa maneira o site te mostrará as companhias aéreas o ano TODO e o momento mais em conta para voar.

Na hora de comprar: procure o mesmo ticket direto no site da companhia aérea (ex. Air France) e compre diretamente na fonte, evitando comprar de terceiros (agências de viagens). 

Inútil também dizerque vôos mais longos e com conexões são mais conta. Quanto mais conexões, maior a camelagem, mas menos você gasta.

Assim que você tiver os vôos em mão, se vire para tirar férias nessa época ... Se você quer viajar MAIS por MENOS, é assim que funciona, a não ser que você realmente esteja a fim de gastar mais.

 Quando eu morava em Montreal. Por acaso ninguém nunca vinha me visitar no inverno. Foto: David Mattatia

Quando eu morava em Montreal. Por acaso ninguém nunca vinha me visitar no inverno. Foto: David Mattatia

Obs 2. Como regra geral, viajar no Sábado à noite ou em plena Quarta Feira também ajuda. São horários inconvenientes para todo mundo, e consequentemente mais baratos.

Viajar barato tem alguns inconvenientes, mas nada que a felicidade de partir não te faça superar!

3. Faça stopover e visite dois destinos pelo preço de um

Por exemplo: você compra uma passagem para a Cidade do Cabo com a Air France, com uma conexão em Paris. Daí você estende sua estadia em Paris por vários dias antes de ir à Cidade do Cabo sem pagar nada a mais pelos dias que passou comendo croissants na cidade luz.

E como fazer isso?

  • Você pode escolher múltiplas destinacões em sites como Skyscanner ou Expedia.

  • Algumas companhias específicas permitem o deal sem que você precise usar diferentes companhias aéreas.

Veja aqui no site da Betina (Carpe Mundi) todas as companhias que oferecem o serviço.

4. Pague pouco na hospedagem

Pra que ficar naquele hotel impessoal, bem com cara de hotel mesmo (onde você mal sabe se está acordando em Shangai, Paris ou São Paulo)? 

Tente uma experiência cultural imersiva. E pague menos.... Chega de Mercury, Hilton e outros.

Alugue uma casa de campo simpática ou um apartamento na cidade:

  • AirBnB para alugar um apto (particular) decente e bacana em qualquer lugar do mundo. Em casal (ou em grupo de amigos) vale muito a pena! Usamos em São Francisco, Roma e até na Jamaica.

Claro que o preço é diretamente proporcional à qualidade do imóvel que você aluga. Não existem milagres.

Encontrar hotéis, pousadas ou bangalôs:

Tripadvisor acabou ficando bem popular nos últimos anos, e consequentemente, a qualidade dos comentários (ou reviews) caiu bastante.

Preste atenção na localização do hotel, veja todas as fotos que os hóspedes publicaram e confira os comentários (principalmente os negativos) antes de reservar.

Viajar barato não significa passar perrengue, nem ficar desconfortável.

Encontrar hostels, albergues da juventude e alojamentos comunitários:

  • Hostelworld: como o próprio nome diz, são quartos e banheiros compartilhados.

  • Poshtels (posh + hostels), albergues para mochileiros trendy tem quartos privativos e são bem mais bacanas que os albergues "das antigas".

 Poshtel em Bali. Photo credit: https://www.hostelworld.com/blog/best-hostels-in-bali/

Poshtel em Bali. Photo credit: https://www.hostelworld.com/blog/best-hostels-in-bali/

5. Se hospede gratuitamente

  • Couchsurfing (gratuito): site de hospitalidade que funciona por meio de referências, dessa forma você é hospedado na casa de locais e convive com eles! Zero money envolvido. Experiência cultural digna de intercâmbio garantida.

  • Workaway: Hospedagem com trabalho (voluntário) em troca de estadia

6. Se locomova de forma inteligente

Nem é preciso dizer para evitar de pegar táxis em grandes pólos turísticos, mas se você precisar se locomover pelo país mudando de cidade, veja a forma mais econômica antes de se lançar direto na primeira opção. Para isso existe uma aplicação (Apple Store): 

Rome2Rio: calcula todos os trajetos com preços e distâncias aproximadas. Uma mão na roda pra quem está começando.

E se a Europa for o seu destino, dê uma olhada nos trens (Raileurope).

Não é nem preciso dizer para evitar comprar de última hora e sobretudo evitar partir na Sexta e voltar no Domingo à noite não é? Imagine quantas pessoas dependem de trem ou do avião para visitar a família nos fins de semana (e pensem que já que você está "passeando" poderia usar o transporte em horários atípicos.

Dê uma boa olhada na lista de todas as low-cost em operação. Evite carregar mil malas (nessas companhias você paga por cada item (exceção da bagagem de cabine).

7. Escolher as atrações com consciência

Todo mundo sabe que jantar em um restaurante da moda é normalmente mais caro no jantar do que no almoço (pelo menos na Europa).

E também não é segredo nenhum de que algumas cidades tem dias de museus gratuitos (ex. primeiro Domingo do mês em Paris). Dar uma lidinha básica nos milhões de artigos (gratuitos) na web também não custa muita coisa e você com certeza será recompensado pela pesquisa.

E como escolher as atrações?

Difícil recomendar museus pra quem é da balada ou convencer fulana-fashion-victim a passar o dia fora do shopping. Essa é com você!

Para isso servem os blogs de viagem. Para aconselhar, inspirar e te fazer economizar teu rico dinheirinho.

Nós, blogueiros, passamos horas e horas escrevendo tudo e editando fotos para que vocês descubram o que fazer (e como economizar) sem precisar investir (ou seja GASTAR) em guias de viagem.

Além do mais, escrevemos nossa opinião sincera sobre algumas experiências que as agências de viagem venderiam de forma impessoal.

Comecem por ler este blog aqui 😀 (haha)

como-viajar-de-graça.jpg

Gostou do post? Mostre sua apreciação pelo nosso trabalho curtindo ou compartilhando!

Para salvar o artigo no Pinterest, passe o mouse sobre a imagem abaixo e click on the Pin:

 Como viajar barato? Foto: Patti Neves

Como viajar barato? Foto: Patti Neves

Ou assine nossa newsletter para receber mais dicas iguais à essa diretamente no teu email:

Alguns links neste post são links afiliados.

Isso significa que se comprar algo no blog, eu ganho uma pequena comissão, sem nenhum custo extra para você!

  Seu apoio me ajuda a manter o site funcionando!

♡ 

Gostou das dicas? 

Compartilhe!